Notícias

Agetransp investiga problema na via aérea de trens da SuperVia

Todos ramais da Central do Brasil foram suspensos nesta terça-feira (25)

Daniel Henrique* 27/01/2022 • 09:54 - Atualizado em 27/01/2022 • 10:46
O problema ter sido causado pelo desgaste dos pantógrafos
O problema ter sido causado pelo desgaste dos pantógrafos
Divulgação/SuperVia

A Agetransp acredita que o problema na rede aérea da Supervia na noite da última terça-feira, que suspendeu as partidas de todos os ramais na estação da Central do Brasil, foi provocado pelo desgaste dos pantógrafos, equipamento que faz a ligação entre o trem e a rede aérea.  

Segundo a agência, o desgaste teria sido provocado pela dilatação dos trilhos, por causa das temperaturas quentes no Rio, ou pela ação de terceiros, arremessando cabos sobre a rede.

O terminal da Central só foi liberado completamente para embarque e desembarque às 4 horas de quarta-feira (26), impactando diretamente cerca de quatro mil passageiros que já estavam no sistema ferroviário e não conseguiram iniciar ou completar a viagem. 

*Estagiário sob supervisão de Christiano Pinho