Notícias

Carnaval da Sapucaí é adiado para o feriado de Tiradentes

A decisão leva em consideração a não redução dos casos de Covid-19 pela variante ômicron até o dia da realização dos desfiles

Maurício Bastos e Vinícius Fernandes 21/01/2022 • 20:18 - Atualizado em 21/01/2022 • 21:39
Marco Antônio Cavalcanti/Riotur
Marco Antônio Cavalcanti/Riotur
Os festejos não aconteceram em 2021 devido ao avanço pandemia da Covid-19

As prefeituras do Rio e de São Paulo decidiram adiar para o feriado prolongado de Tiradentes, em abril, a realização dos desfiles de Carnaval na Marquês de Sapucaí e no sambódromo do Anhembi. A decisão leva em consideração o elevado número de casos de Covid-19 nas duas cidades.

Em nota conjunta, as duas prefeituras afirmam que a decisão foi tomada em respeito ao atual quadro da pandemia no Brasil e a necessidade de, neste momento, preservar vidas e somar forças para impulsionar a vacinação em todo o território nacional.

No Rio, o novo calendário oficial do Carnaval prevê para os dias 20 e 21 de abril - quarta e quinta-feira - os desfiles do grupo de acesso. Nos dias 22 e 23 - sexta e sábado - serão realizados os desfiles das escolas do grupo especial. No domingo, dia 24, será a vez das escolas mirins.

A terça-feira, 26 de abril, será o dia da apuração. Já o desfile das escolas de samba campeãs do Carnaval está marcado para o sábado, dia 30.

O adiamento do Carnaval foi decidido após uma reunião por videoconferência, na noite desta sexta-feira, com a participação do prefeito do Rio Eduardo Paes; do prefeito de São Paulo Ricardo Nunes; além dos secretários de Saúde e dos presidentes das Ligas de Escolas de Samba das duas cidades.

Até este encontro, a realização do Carnaval estava condicionada à melhora do quadro epidemiológico e o evento aconteceria somente com acesso controlado do público e dos componentes das escolas, com a apresentação obrigatória de comprovante de vacinação.

Já o carnaval de rua nas duas capitais foi cancelado no início do ano em função do aumento da contaminação pelo coronavírus provocado pelo avanço da variante ômicron.