Notícias

Covid-19 matou duas crianças de até 5 anos por dia, revela estudo

A faixa etária ainda não foi contemplada pelo programa de vacinação contra a doença no Brasil

Pedro Dobal 28/06/2022 • 08:19
Crianças de 29 dias a 1 ano de idade são as mais vulneráveis
Crianças de 29 dias a 1 ano de idade são as mais vulneráveis
Agência Brasil

A Covid-19 matou duas crianças menores de 5 anos diariamente desde o início da pandemia. Ao todo, foram registradas 1.439 mortes nessa faixa etária entre março de 2020 e dezembro do ano passado.

Os dados são de um estudo do projeto Observa Infância, ligado à Fundação Oswaldo Cruz, com base no Sistema de Informação sobre Mortalidade.

Segundo o levantamento, 599 crianças de até 5 anos morreram em 2020 pela doença. Em 2021, quando a letalidade cresceu em toda a população, o número de vítimas subiu para 840.

O pesquisador em saúde pública da Fiocruz e coordenador do Observa Infância, Cristiano Boccolini, explica que os números superam até mesmo os registros dos Estados Unidos, país com mais mortes pela doença.

Dados preliminares do Ministério da Saúde indicam que a média de duas mortes diárias de crianças menores de 5 anos por Covid-19 se mantém este ano. Foram 291 óbitos desde janeiro.

A faixa etária ainda não foi contemplada pelo programa de vacinação contra a Covid-19 no Brasil. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária ainda analisa um pedido do Instituto Butantan para que a CoronaVac possa ser aplicada em crianças de 3 a 5 anos.

Na avaliação do pesquisador, os dados também evidenciam as desigualdades entre as regiões do país no acesso às estruturas de saúde, já que quase metade dos registros aconteceram na região Nordeste.

O estudo ainda revela que as crianças de 29 dias a 1 ano de idade são as mais vulneráveis. O grupo responde por quase metade dos óbitos registrados entre crianças menores de 5 anos.