Notícias

Ferro-velho onde policial civil foi morto será demolido

Estabelecimento não possui autorização para funcionar

Daniel Henrique* 23/05/2022 • 07:53
Ferro-velho fica na Praça da Bandeira
Ferro-velho fica na Praça da Bandeira
Divulgação

O ferro-velho clandestino na Praça da Bandeira, Zona Norte do Rio, em que o papiloscopista da Polícia Civil, Renato Couto Mendonça, foi morto será demolido na manhã desta segunda-feira (23).

De acordo com a Secretaria de Ordem Pública, o estabelecimento já havia sido interditado em uma operação no dia 25 de janeiro deste ano, já que funcionava sem autorização dos órgãos municipais.

Na ocasião, o responsável pelo local, Lourival Ferreira de Lima, e seu filho, Bruno Santos de Lima, foram conduzidos à delegacia para prestarem esclarecimentos sobre materiais suspeitos encontrados no ferro-velho.

As informações sobre os dois registradas nesta operação ajudaram na identificação dos autores do crime que matou o policial civil.

A Secretaria de Conservação, Guarda Municipal, Águas do Rio, Light, Comlurb e a Polícia Civil também participam da demolição.

*Estagiário sob supervisão de Luanna Bernardes