Notícias

Fraudes no comércio eletrônico somam prejuízo de R$ 62,9 milhões em todo o país

Informação é de pesquisa realizada pelas empresas OLX e AllowMe sobre os primeiros cincos meses de 2022

João Gabriel Peres* 27/06/2022 • 18:54
Computadores representam 11% dos golpes aplicados
Computadores representam 11% dos golpes aplicados
Arquivo/Agência Brasil

Somente nos primeiros cinco meses de 2022, as fraudes no comércio eletrônico somaram um prejuízo de R$ 62,9 milhões em todo o país. A informação é uma pesquisa realizada pelas empresas OLX e AllowMe.

De acordo com o levantamento, realizado entre janeiro e maio, cerca de 16% de todos os golpes confirmados foram no Rio de Janeiro. O estudo apontou ainda que na maioria dos casos, os criminosos enganam consumidores com sites e anúncios falsos, em que oferecem produtos com preços abaixo da média do mercado.

A profissional de Educação Física, Cláudia Assunção, foi uma das vítimas. No início do ano, ela teve um prejuízo de R$ 300.

O CEO da Agência Vírgula e especialista em e-commerce, Francisco Rezende diz que existem maneiras de conferir a veracidade do site.

O sudeste é a região com mais fraudes confirmadas, com o estado de São Paulo liderando o ranking, com 30% dos casos, seguidos de Rio e de Minas Gerais. Os aparelhos eletrônicos são os produtos preferidos dos golpistas. Os celulares representam 48% dos golpes, logo depois aparecem os videogames, com 20%, e computadores, com 11%.

*Estagiário sob supervisão de Isabele Rangel