BandNews FM Rio de Janeiro

Homem é preso durante sepultamento de comparsa no cemitério do Caju

Segundo as investigações, o preso desta quinta-feira, Marlon Cunha da Silva, vulgo Estalo, de 22 anos, era comparsa de Paulo e os dois integravam uma quadrilha que pratica roubos na Barra da Tijuca, Zona Oeste

Por Júlia Zanon (sob supervisão)

Homem é preso durante sepultamento de comparsa no cemitério do Caju
Reprodução

Um homem é preso durante o sepultamento de um comparsa no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, na Zona Portuária do Rio. Paulo Julio da Costa Santos, de 23 anos, foi morto após uma tentativa de assalto contra um policial militar à paisana na Taquara, na Zona Oeste da cidade.  

Segundo as investigações, o preso desta quinta-feira, Marlon Cunha da Silva, vulgo Estalo, de 22 anos, era comparsa de Paulo e os dois integravam uma quadrilha que pratica roubos na Barra da Tijuca, Zona Oeste.  

O grupo se identifica como "Família 57", referência ao artigo 157 do Código Penal, que fala sobre roubos. No enterro do bandido, havia uma coroa de flores com os dizeres "Família 57 te ama".  

A análise de diversos registros de ocorrências revelou que os assaltantes costumam render vítimas nas ruas da região ou em estabelecimentos comerciais. Eles levam aparelhos celulares, dinheiro e joias. Depois do crime, fogem em veículos que estão dando apoio, como motos ou carros.  

O delegado Neilson Nogueira, responsável pelo caso, ressalta a importância do registro de boletim de ocorrência em casos de roubo.

Vários desses crimes foram flagrados por cameras de segurança, mas nem todas as vitimas foram para a policia foram para a delegcia registrar os crimes. a gnt precisa mto que essas pessoas compareçam a delegacia. agr esse homem esta preso e agr as investigações continuam para identificar outras vitimas e outros integrantes

O último crime praticado pela quadrilha aconteceu na segunda-feira (17). Os criminosos tentaram roubar um motorista na Estrada do Tindiba, na Taquara.  

A vítima, que era um policial militar, que reagiu. Na ocasião, Paulo Júlio morreu, Marlon Cunha fugiu e um terceiro assaltante, Victor Hugo da Conceição Rodrigues, de 23 anos, foi preso em flagrante.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais