Notícias

Jovem acusado de matar amiga a facadas sofre de transtornos mentais

É o que aponta laudo psiquiátrico, que diz que Matheus dos Santos Silva, de 22 anos, seria incapaz de entender o crime que cometeu

Thuany Dossares 26/05/2022 • 20:26

Um laudo psiquiátrico aponta que o jovem acusado de ter matado a facadas uma amiga por quem era apaixonado, dentro de um shopping em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, sofre de transtornos mentais. O documento que indica que Matheus dos Santos Silva, de 22 anos, seria inteiramente incapaz de entender o crime que estava cometendo foi assinado pela médica psiquiatra forense Sandra Greenhalgh e anexado ao processo na terça-feira (24).

O advogado Claudio Dalledone explica que o exame foi feito após um pedido da defesa à Justiça, que nomeou uma perícia oficial do Instituto Forense de Perícias Psiquiátricas Heitor Carrilho para que fosse avaliada a sanidade mental dele.

O laudo descreve Matheus como uma pessoa com transtorno de personalidade e com dificuldade de manter relacionamentos saudáveis.

O Ministério Público do Rio havia acusado o jovem por homicídio qualificado. No entanto, segundo Dalledone, o parecer da psiquiatria pode mudar o rumo do julgamento, já que ele pode ser considerado inimputável, ou seja, isento de pena por razão de doença mental.

O laudo indica que Matheus necessita de especial tratamento curativo do tipo internação, com reavaliação daqui a três anos. A defesa ainda quer o Júri Popular, pois além da insanidade mental já comprovada, outras teses absolutórias serão sustentadas em plenário. 

O crime aconteceu em junho de 2021.