Notícias

Mercado São José, em Laranjeiras, se encontra em situação de descaso

Lixo, mato, água parada, entulho e bichos deterioram o tradicional e histórico local enquanto o Governo Federal decide o destino do espaço

Gabriela Souza 14/07/2022 • 15:42 - Atualizado em 14/07/2022 • 15:49
Mercado São José foi inaugurado em 31 de maio de 1944
Mercado São José foi inaugurado em 31 de maio de 1944
Gabriela Souza/Rádio BandNews FM

Lixo, mato, água parada, entulho e até bichos. Essas são as condições em que se encontra o tradicional e histórico Mercado São José, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. Mesmo depois da aprovação de um projeto de lei na Assembleia Legislativa do Rio, para transformar o local em um Centro Público de Economia Solidária, nada aconteceu.

Enquanto o Governo Federal não define o que vai fazer com o espaço, o patrimônio histórico segue se deteriorando.

Até 2018, o Mercado São José funcionava como um centro cultural e mercado popular, com bares, botecos, estúdio de música e outras atividades.

O movimento ficou na lembrança do morador Geraldo Namorato, que cobra melhorias.

A professora universitária Inês Leoneza lamenta pela desvalorização do bairro, depois que o lugar ficou abandonado.

O projeto aprovado na Alerj tem como objetivo favorecer a comercialização de produtos artesanais, agroecológicos e orgânicos produzidos com base nos princípios da economia popular solidária.

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) derrubou o veto do governador Cláudio Castro ao projeto. Com a decisão, será sancionada a proposição que autoriza a transferência do imóvel do Governo Federal para o Estadual.

Procurado pela BandNews FM, o INSS informou que os imóveis não funcionais do Órgão - entre eles o Mercado São José - estão sendo transferidos para a Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União.

A nota diz ainda que o Mercado São José já teve a transferência assinada pelo INSS e, no momento, aguarda a assinatura da secretaria para finalização do processo de transferência para União.

Por fim, apesar do péssimo estado de conservação encontrado pela reportagem, o instituto afirma que, enquanto a transferência não é finalizada, tem realizado manutenções recorrentes para preservar o imóvel.

O Mercado São José foi inaugurado em 31 de maio de 1944. Na época do Império, o local foi uma senzala e o celeiro de uma fazenda localizada no Parque Guinle. Depois, foi transformado em mercado de hortifrutigranjeiros para abastecer a população com produtos mais baratos durante a Segunda Guerra.