Notícias

Motoristas enfrentam buracos e radares de velocidade em São Gonçalo

Dados do Instituto de Segurança Pública mostram aumento de cerca de 25% no roubo de carros na Região Metropolitana do Rio, entre janeiro e abril deste ano, quando comparado com os mesmos quatro meses do ano passado

Carlos Briggs 27/06/2022 • 16:35
Dados do Instituto de Segurança Pública mostram aumento de cerca de 25% no roubo de carros
Dados do Instituto de Segurança Pública mostram aumento de cerca de 25% no roubo de carros
Divulgação/ DER-RJ

Cerca de três anos após o Departamento de Estradas e Rodagem prometer reparos na RJ 106, a única mudança que os motoristas perceberam de lá pra cá foi no bolso. Além de não ter acostamento e de a pista estar cheia de buracos, quem passa no trecho do Arsenal, em São Gonçalo, precisa ficar atento, também, aos radares de velocidade.

O ouvinte Guto Seabra questiona a eficiência na cobrança de multas em detrimento da segurança de quem dirige pela via.

Também em 2019, o DER havia informado que começava a desativar 15 radares de fiscalização de velocidade nas rodovias RJ 104 e RJ 106. Todos os equipamentos ficam nos municípios de Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

Dados do Instituto de Segurança Pública mostram aumento de cerca de 25% no roubo de carros na Região Metropolitana do Rio, entre janeiro e abril deste ano, quando comparado com os mesmos quatro meses do ano passado,

A RJ 106 possui 200 quilômetros de extensão, liga a RJ-104, no município de São Gonçalo, à BR-101, no município de Macaé. Em julho de 2019, o então presidente do DER, Uruan Andrade, reconheceu que a estrada tem problemas e prometeu soluções.

Nossa reportagem voltou a cobrar um posicionamento do DER e da Secretaria Estadual das Cidades, já que o titular da pasta atualmente é justamente Uruan Andrade. Mas os órgãos informaram que apuram a situação.