Notícias

MPF abre inquérito para investigar as interrupções de energia em Petrópolis

Investigação pretende apurar a qualidade do serviço prestado pela Enel, concessionária que atua na cidade

Por Guilherme Faria (sob supervisão)

Cerca de um milhão de fluminenses ficaram sem luz após as chuvas do dia 18 de novembro.
Cerca de um milhão de fluminenses ficaram sem luz após as chuvas do dia 18 de novembro.
Reprodução: Agência Brasil
Topo

O Ministério Público Federal abriu um inquérito para investigar as interrupções do serviço de distribuição de energia elétrica em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. A investigação pretende apurar a qualidade do serviço prestado pela Enel, concessionária que atua na cidade, e, também, a atuação de fiscalização da Agência Nacional de Energia Elétrica.  

Segundo a denúncia, cerca de um milhão de clientes ficaram sem luz no estado do Rio após as fortes chuvas do dia 18 de novembro. Em Petrópolis, o problema foi agravado pela demora no restabelecimento do serviço.  

Uma reunião entre o procurador da República Charles da Mota, o superintendente da Aneel, André Rueli, e o gerente operacional da Enel na Região Serrana, Rodrigo Almeida, foi agendada para a próxima semana.

O MPF pede que providências sejam tomadas antes do período de chuvas do verão, como a adoção de um plano de contingência para o restabelecimento de distribuição de energia elétrica em caso de novos problemas.

Tópicos relacionados