Notícias

Paes afirma que não houve planejamento conjunto para 'Cidade Integrada'

As Polícias Militar e Civil fizeram uma operação de ocupação nas regiões do Jacarezinho e Muzema

Gabriela Morgado 19/01/2022 • 16:45
Ações fazem parte do programa Cidade Integrada, do Governo do Estado
Ações fazem parte do programa Cidade Integrada, do Governo do Estado
Vinícius Fernandes

O prefeito do Rio Eduardo Paes afirma que não houve planejamento conjunto entre as esferas estadual e municipal para a implementação do novo programa de segurança na cidade.

Nesta quarta-feira (19), a Polícia Militar e a Polícia Civil fizeram uma operação de ocupação nas regiões do Jacarezinho, na Zona Norte, e na Muzema, na Zona Oeste. As ações fazem parte do programa Cidade Integrada, do Governo do Estado.

O objetivo, segundo o Governo, é garantir a segurança pública e integração nas comunidades, com ações urbanísticas e sociais.

No entanto, de acordo com o prefeito Eduardo Paes, não foram realizadas reuniões com o Município sobre possíveis programas conjuntos. Paes afirmou que só foi avisado da ação na noite anterior. Apesar disso, o prefeito exaltou a ação e disse que espera que ela seja permanente.

A implementação do Cidade Integrada acontece 14 anos após a criação da primeira Unidade de Polícia Pacificadora no Rio. A falta de ações sociais acompanhando as UPPs foi a principal crítica de especialistas e e moradores durante os anos. Para o presidente da ONG Rio de Paz, que tem sede no Jacarezinho, o projeto não deu certo justamente pela falta de políticas públicas.

Entre as ações previstas inicialmente no Cidade Integrada estão a recuperação do elevador de acesso à Comunidade do Cantagalo, na Zona Sul, ligado ao prédio do antigo Poupa Tempo, e o Programa Desenvolve Mulher, que deve oferecer tutoria e cursos técnicos para mulheres entre 15 e 30 anos. Os detalhes serão apresentados no sábado (22), pelo governador Cláudio Castro.