BandNews FM Rio de Janeiro

Participação de um terceiro criminoso na morte de fã Taylor Swift é descartada

A previsão é que o velório e enterro de Gabriel Mongenot Santana ocorra nesta terça-feira (21)

Por Mariana Albuquerque

Participação de um terceiro criminoso na morte de fã Taylor Swift é descartada
Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil descarta a participação de um terceiro criminoso no assassinato de um fã da cantora americana Taylor Swift, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. O caso ocorreu na madrugada de domingo (19). 

Gabriel Mongenot Santana Milhomem Santos, de 26 anos, morreu após ser esfaqueado em uma tentativa de assalto. No dia do crime, dois suspeitos foram presos. 

Um dos detidos é Anderson Henriques Brandão. O outro, Jonatgan Batista Barbosa, de 36 anos, que já tinha sido preso na quinta-feira (16), junto com o comparsa Alan Ananias Cavalcante, por furto de chocolates em uma loja de departamentos. 

Os dois foram soltos no dia seguinte. A determinação foi da juíza Priscilla Macuco Ferreira, que impôs à dupla medidas cautelares, como não se aproximar da loja em que furtaram os doces.

Segundo a Polícia Militar, o terceiro suspeito, que era o Alan, não foi reconhecido por testemunhas em sede policial e foi liberado. 

O corpo de Gabriel foi levado para Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A previsão é que o velório e enterro ocorra nesta terça-feira (21).

Mais notícias

Carregar mais