Notícias

Quadrilha que aplicava golpes da máquina de cartão é alvo da Polícia

Os criminosos agiam na Rodoviária do Rio e mais de 100 vítimas já foram identificadas

Marcus Sadok 27/01/2022 • 11:12 - Atualizado em 27/01/2022 • 15:08
A Polícia conseguiu a quebra do sigilo bancário dos investigados
A Polícia conseguiu a quebra do sigilo bancário dos investigados
Reprodução/Polícia Civil

A Polícia Civil tenta identificar se outras pessoas fazem parte do esquema do golpe da máquina de cartão de crédito, identificado na Rodoviária do Rio. Os bandidos que se passavam por motoristas faziam cobranças adulteradas no aparelho e chegavam a acrescentar em média R$ 1 mil no preço final da corrida. 

Três pessoas foram presas na operação desta quinta-feira (27), e um homem permanece foragido. Os investigadores conseguiram a quebra do sigilo bancário dos acusados e agora vão monitorar toda a movimentação financeira deles, nos últimos dois meses.

Ao todo, mais de 100 vítimas já foram identificadas. Um dos que caiu no golpe perdeu mais de R$ 4 mil.

Segundo a delegada Cristiane Bento, os bandidos usavam uma fita isolante e escondiam parte da máquina para que ninguém percebesse a fraude.

Imagens de câmeras de monitoramento anexadas ao inquérito mostram que os criminosos abordam os passageiros na saída da rodoviária oferecendo táxi, acompanham as vítimas até uma área distante do desembarque e acabam oferecendo um carro de passeio.

Segundo a Polícia Civil, a maioria das vítimas é turista. Os presos vão responder por estelionato, extorsão e exercício ilegal da profissão.