Notícias

Rio vai iniciar aplicação de dose de reforço em adolescentes

A ação ocorre após recomendação do Ministério da Saúde

Gabriela Morgado 28/05/2022 • 22:40
A ação ocorre após recomendação do Ministério da Saúde
A ação ocorre após recomendação do Ministério da Saúde
Tânia Rêgo | Agência Brasil

A Prefeitura do Rio começa a aplicar uma dose de reforço em adolescentes de 12 a 17 anos a partir da próxima segunda-feira (30). O intervalo da segunda para a terceira dose é de no mínimo quatro meses.  

O anúncio foi feito após o Ministério da Saúde recomendar, nesta sexta (27), a ampliação da vacinação. Os imunizantes aplicados podem ser da Pfizer ou da CoronaVac.  

Na cidade, a taxa da população vacinada com dose de reforço é de cerca de 50%. Apenas metade dos idosos de 80 anos ou mais tomaram a segunda dose de reforço no município.

Nesta sexta-feira (27), a Secretaria de Estado de Saúde divulgou a 2ª edição do Panorama da Covid-19, que indicou estabilidade no cenário epidemiológico da doença. Segundo o documento, a média móvel da taxa de positividade de exames PCR caiu de 20% para 15% entre as semanas iniciadas em 8 e 15 de maio. Ao mesmo tempo, a positividade para testes de antígeno aumentou de 15,6% para 18,4%.  

Já os atendimentos pediátricos representam o dobro dos atendimentos de adultos, o que está relacionado às baixas temperaturas, que levam a um maior número de internações por bronquiolite, segundo a Secretaria de Saúde.

O secretário, Alexandre Chieppe, afirma que as variações são pequenas, e que os índices de positividade também são decorrentes das temperaturas mais baixas.

Ainda segundo o documento, o número de atendimentos a casos de síndrome gripal em UPAs teve aumento de 9% em relação à semana passada, o que configura um cenário de estabilidade, segundo a Secretaria.