Notícias

Roubo de cabos na SuperVia quase triplicou de janeiro a junho de 2022

Só no primeiro semestre, foram 919 ocorrências, enquanto no ano passado, nesse mesmo período, foram 364 registros

Nicolle Timm 29/06/2022 • 15:51
Número de roubos tem 75% de aumento se comparado a 2021
Número de roubos tem 75% de aumento se comparado a 2021
Leandro Santos/SuperVia

Um levantamento da SuperVia aponta que o roubo de cabos quase triplicou de janeiro a junho deste ano. Só no primeiro semestre, foram 919 ocorrências, enquanto no ano passado, nesse mesmo período, foram 364 registros.

Para quem usa os trens diariamente, é sempre a mesma saga, como conta o camelô Daniel Moura.

E tem até quem organize a rotina adaptando os horários para tentar evitar a superlotação do trem. É o caso da Angelina Silva, que já sai de casa pensando no horário de saída e na volta.

E como se já não bastasse os atrasos frequentes ou a lotação, tem até composição circulando com a parte elétrica exposta, colocando em risco os próprios passageiros.

Em abril, o governo estadual anunciou uma força-tarefa em parceria com a Polícia Militar para melhorar o transporte, mas, de acordo com os usuários dos trens, as ações não têm sido tão efetivas. Tem até quem sequer tenha percebido a operação mesmo pegando o transporte todo o dia, como o barman Cláudio Moura.

Os números escancaram a situação ainda pior, se comparada com o ano anterior. Segundo o levantamento feito pela SuperVia, a quantidade de cabos levados pelos criminosos apenas em 2022 já chega a 56 mil e 949 metros, o que representa um aumento de 75% comparado com o primeiro semestre de 2021.

Em nota, a Polícia Militar afirma que nos últimos seis meses têm feito operações diárias para combater o roubo de cabos e que já efetuou 150 prisões nesse período, além de ter recuperado quase meia tonelada de materiais.