Notícias

Seop vai demolir ferro-velho de homem envolvido na morte de perito

O papiloscopista foi morto no dia 13 de maio após uma briga com o dono do estabelecimento

Pedro Dobal 22/05/2022 • 22:41
O estabelecimento fica na Praça da Bandeira, na Zona Norte do Rio
Reprodução/Redes sociais

Está prevista para esta segunda-feira (23) a demolição do ferro-velho de Lourival Ferreira de Lima, um dos quatro acusados pela morte do perito da Polícia Civil Renato Couto de Mendonça.

O estabelecimento fica na Praça da Bandeira, na Zona Norte do Rio, e funcionava sem nenhuma autorização dos órgãos municipais. O local já tinha sido interditado em janeiro deste ano e os responsáveis chegaram a ser conduzidos à delegacia.

O papiloscopista foi morto no dia 13 de maio após uma briga com o dono do ferro-velho. O policial desconfiava que o acusado estivesse comercializando materiais furtados de uma obra dele. Segundo as investigações, o filho do comerciante, Bruno Santos de Lima, que é militar da Marinha, e outros dois colegas de farda, Manoel Vitor Silva Soares e Daris Fidelis Motta, sequestraram a vítima, atiraram três vezes contra ele e o jogaram no Rio Guandu.