Notícias

Servidores do Degase são afastados após acusação de maus tratos e tortura

A partir de relatos dos próprios adolescentes, o Ministério Público apresentou denúncia à Justiça

Gabriela Morgado 21/01/2022 • 10:19
A tortura acontecia em uma unidade socioeducativa, que não teve o nome divulgado
A tortura acontecia em uma unidade socioeducativa, que não teve o nome divulgado
Divulgação/Governo do Estado

Vinte e cinco servidores do Degase são afastados, acusados de maus tratos e tortura contra internos. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público do Rio, a partir de relatos dos próprios adolescentes. A decisão da Justiça é desta quarta-feira (19).

A tortura acontecia em uma unidade socioeducativa que não teve o nome divulgado.

Em agosto do ano passado, oito agentes socioeducativos do Centro de Atendimento Intensivo Baixada foram afastados, após agressão a internos. Em dezembro, outro servidor foi preso acusado de estupro de adolescentes na unidade feminina.

Procurado sobre os novos afastamentos, o Degase disse que, assim que afastou os citados da função socioeducativa, transferiu os jovens para outra unidade e que a Corregedoria instaurou uma sindicância interna para apurar o caso.