Notícias

Traficantes do Complexo da Penha comandam ações ilegais no Norte e Nordeste

Nessa terça-feira, 21 pessoas morreram em uma operação contra os criminosos

Marcus Sadok e Thuany Dossares 24/05/2022 • 16:11
Foto Site
Foto Site
Foto SIte

Centenas de traficantes de outros estados escondidos no Complexo da Penha comandam as atividades ilegais no Norte e Nordeste do Brasil, do Rio de Janeiro. Nessa terça-feira, 21 pessoas morreram em uma operação contra os criminosos.  

Uma moradora da Chatuba, comunidade vizinha, foi atingida por uma bala perdida e morreu.

Segundo a PM, 10 suspeitos foram mortos durante tiroteio.  

Segundo o porta-voz da PM, tenente-coronel Ivan Blaz, o Comando Vermelho passou a dar abrigo aos criminosos de outros estados.  

Antes mesmo de amanhecer, policiais militares e rodoviários federais foram recebidos a tiros pelos traficantes do Comando Vermelho. 

A maior parte do confronto foi na área de mata. Pelas redes sociais, os traficantes pediam ajuda a outros criminosos ao ficarem cercados.

A polícia também usou uma retroescavadeira para tirar barricadas colocadas nos acessos à comunidade. 

13 fuzis, pistolas, granadas, 20 veículos e grande quantidade de drogas foram apreendidos. Segundo a PM, o bando é o responsável por 8 em cada 10 confrontos no Rio de Janeiro.

A Polícia Militar disse que a operação foi emergencial porque a inteligência da corporação detectou a movimentação de centenas de traficantes que estavam escondidos no Complexo da Penha e iriam se deslocar.

Por causa do tiroteio, 11 escolas municipais não funcionaram, deixando milhares de alunos sem aula.