Notícias

Usuários denunciam condições de ciclovia na Lagoa Rodrigo de Freitas

Em dias de fortes chuvas, o local é tomado por bolsões d'água e lama, prejudicando quem utiliza o espaço para correr, caminhar ou andar de bicicleta; quando a maré está alta, a situação se repete

Leonardo Macachero 29/06/2022 • 15:17 - Atualizado em 29/06/2022 • 16:53
Usuários denunciam condições de ciclovia na Lagoa Rodrigo de Freitas
Usuários denunciam condições de ciclovia na Lagoa Rodrigo de Freitas
Reprodução/Ouvinte BandNewsFM

Quem utiliza a ciclovia na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio, denuncia as condições da pista no trecho em frente ao corte do Cantagalo. Em dias de fortes chuvas, o local é tomado por bolsões d'água e lama, prejudicando quem utiliza o espaço para correr, caminhar ou andar de bicicleta. Quando a maré está alta, a situação se repete.  

A equipe da Bandnews FM esteve no local nesta quarta-feira (29) e verificou o acumulo de água. Segundo os frequentadores, o bolsão está ali desde o domingo (26), último dia com chuva na cidade .

Segundo o piloto Sérgio Salgado, a situação é crônica.

O médico João Pinho é paulista está no Rio, passeando com a família. Sempre que está na cidade, vem até a Lagoa para caminhar. Mas lamenta a situação.

Além disso, a equipe da Bandnews FM verificou que os decks na Lagoa Rodrigo de Freitas estão com madeiras soltas, colocando em risco quem passa pelo local.

Sobre essas questões, entramos em contato com a Prefeitura do Rio, que não respondeu aos questionamentos.  

A Secretaria Municipal de Conservação informa que fenômenos naturais como chuvas fortes ou ressaca no mar elevam a cota da Lagoa Rodrigo de Freitas, causando o transbordamento da água e impedindo temporariamente a circulação pela pista convencional da ciclovia. Para permitir a passagem quando isso acontece, as equipes da Conservação estão implementando dois trechos de rota alternativa na ciclovia da Lagoa: um na altura do Corte do Cantagalo, cujas obras estão em fase final, e outro perto do Parque dos Patins, que foi entregue no começo de junho.

Em relação aos decks da Lagoa, a Conservação ressalta que, no ano passado, recuperou os decks do Parque dos Patins, do Parque do Cantagalo e do Parque dos Taboas, mas mandará uma equipe ao local para fazer vistoria e providenciar os reparos necessários.