Notícias

Vigilante morto no shopping na Barra não tinha treinamento

Jorge Luiz Antunes, de 49 anos, era orientado a abordar suspeitos que entrassem no estabelecimento

Leonardo Macachero 27/06/2022 • 14:21 - Atualizado em 27/06/2022 • 16:15
Loja do shopping foi roubada no sábado (25)
Loja do shopping foi roubada no sábado (25)
Reprodução vídeo/ Ouvinte BandNewsFM

O vigilante morto no shopping de luxo na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, não tinha treinamento e trabalhava apenas com um rádio comunicador. Apesar disso Jorge Luiz Antunes, de 49 anos, era orientado a abordar suspeitos que entrassem no estabelecimento. Quem garante é o cunhado da vítima, Anderson Silva Medeiros, que chegou a trabalhar uma vez nessa mesma função.

Jorge Antunes foi enterrado hoje no Cemitério Municipal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ele foi baleado no rosto durante a ação dos criminosos. A vítima deixa esposa e quatro filhos.

Segundo familiares, ele não estava de plantão, mas aceitou trabalhar no sábado (25) para receber a diária de 180 reais. Ele chegou a faltar a festa de aniversário de um dos netos. A sobrinha dele, Cristina Antunes, diz que a família quer justiça.  

O Disque-Denúncia está oferecendo 50 mil reais como recompensa para qualquer informação que possa ajudar a identificar e prender os 12 criminosos que participaram da ação.

Procurado sobre a denúncia apresentada pela família de Jorge Antunes, o Grupo Sunset, responsável pela segurança no shopping, lamentou a morte de Jorge e se limitou a dizer que está colaborando com as autoridades. A administração do Village Mall também lamentou o ocorrido e informou que está à disposição da Polícia.