Economia

Reforma tributária será prioridade de Lula ainda em 2023, diz Haddad na Febraban

Derrotado na disputa pelo governo de São Paulo, Fernando Haddad aparece entre os cotados para ser ministro da Fazenda de Lula

Por Édrian Santos

Haddad diz Lula priorizará reforma tributária em 2023
Haddad diz Lula priorizará reforma tributária em 2023
Reprodução/TV Band

O ex-ministro Fernando Haddad (PT), um dos cotados para ser ministro da Fazenda do próximo governo, disse que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dará prioridade à reforma tributária ainda em 2023. Também ex-prefeito de São Paulo, o petista discursou, nesta sexta-feira (25), em evento da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

“A determinação clara do presidente Lula é que nós possamos dar, logo no início do próximo governo, uma prioridade total à reforma tributária. O presidente tentou, por duas vezes, ao longo dos oito anos, inclusive com o apoio de todos os governadores, na segunda vez, em 2007. Encaminhou ao Congresso Nacional uma proposta de emenda constitucional para que promovêssemos a reforma tributária”, disse Haddad.

Em outro momento do discurso, Haddad destacou que Lula quer dar atenção à aprovação do que chamou de primeira etapa da reforma tributária, discussão que envolve alguns tributos. Segundo o político, a continuidade dos debates no Congresso, provocada pelo Planalto, será acerca da tributação da renda e patrimônio.

“Me parece que o presidente Lula vai dar uma prioridade, no ano que vem, à aprovação desta primeira etapa da reforma tributária, que diz respeito a alguns tributos, mas, na sequência, pretende encaminhar uma proposta de reformulação dos impostos sobre renda e patrimônio para completar o ciclo de reforma dos tributos no Brasil”, continuou o ex-ministro.

Tópicos relacionados