Eleições

Bolsonaro minimiza atritos com o Supremo durante evento em Curitiba

Presidente participou de evento religioso na capital paranaense neste sábado

Caiã Messina 21/05/2022 • 20:42

A marcha para Jesus de Curitiba foi a primeira das várias que Jair Bolsonaro(PL) pretende participar, na tentativa de se aproximar do eleitorado evangélico. 

A estratégia está até num jingle informal que aparece em vídeo que vazou nas redes sociais. Hoje, Bolsonaro minimizou os atritos com o supremo.

“É um dever meu como chefe do executivo fazer com que, todo aquele, que esteja fora das 4 linhas da nossa constituição, venha para dentro da mesma. É a maneira que nós temos que viver em paz e harmonia e sonhar com um futuro promissor para todos” disse o presidente. 

O ex-presidente Lula (PT) segue em lua de mel depois de ter se casado na quarta-feira passada. Mas o discurso para a campanha, como ataques ao preço da cesta básica, por exemplo, está traçado. “Isso aqui é o mínimo que uma pessoa tem que ter, é o mínimo. E hoje nós percebemos que a gente não tá podendo comprar o mínimo” Disse lula em um vídeo divulgado nas redes sociais.

A cúpula petista se prepara para a primeira reunião ampliada do comando da campanha, com o ex-presidente, o vice da chapa, Geraldo Alckmin e outros membros do PSB. Além do PC DO B, PV, SOLIDARIEDADE, PSOL E REDE. 

O objetivo é consolidar os palanques estaduais, como já ocorreu em minas gerais.

No PSDB, a expectativa é de definição na semana que vem. O presidente do partido quer se reunir com João Doria(PSDB) na segunda ou na terça, para comunicar pessoalmente a ele a intenção da bancada de fechar com Simone Tebet, do MDB, como candidata única da terceira via. 

Mas o ex-governador de São Paulo, diz que continua no páreo. 

Ciro Gomes (PDT) debateu ontem com o humorista Gregório Duvivier, e afirmou que nem Lula nem Bolsonaro estão preparados para governar o país. “Eu quero um Brasil renovado, com projetos, e francamente, não vejo que isso vai sair daí” afirmou o candidato do PDT na live.