Eleições

Braga Netto é exonerado de cargo no Palácio do Planalto

Cotado para ser o vice na chapa de Bolsonaro à reeleição para a Presidência, assessor não poderia estar ocupando cargo público

Da Redação 01/07/2022 • 14:17 - Atualizado em 01/07/2022 • 19:30
Walter Braga Netto deixa o cargo de assessor especial do gabinete da Presidência
Walter Braga Netto deixa o cargo de assessor especial do gabinete da Presidência
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Walter Souza Braga Netto foi exonerado, a pedido, do cargo de Assessor Especial do Gabinete Pessoal do Presidente da República publicada na edição desta sexta-feira (1º) do “Diário Oficial da União". 

Braga Netto é cotado para ser candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro (PL). Para participar das eleições de outubro, Braga Netto não poderia mais estar ocupando um cargo público.

Para o seu lugar, Bolsonaro nomeou José Vicente Santini, que ocupava a função de secretário nacional de Justiça.

Na segunda-feira (27), Bolsonaro disse que oficializará o general Braga Netto (PL) como pré-candidato a vice.  

“Pretendo anunciar, nos próximos dias, o general Braga Netto como vice”, disse o presidente durante entrevista ao programa “4 por 4”, da Jovem Pan, no último sábado (27).  

Braga Netto foi ministro-chefe da Casa Civil antes do senador Ciro Nogueira assumir a pasta. Na sequência, o militar foi nomeado ministro da Defesa, que pediu exoneração em março para participar destas eleições.

“[Braga Netto] Pegou a difícil missão, também, na Casa Civil durante a pandemia. Foi para o Ministério da Defesa. Se desincompatibilizou para poder ficar livre para disputar um cargo eletivo”, continuou Bolsonaro.