Eleições

Eleições: Bolsonaro volta a defender excludente de ilicitude

Atual presidente também participou de almoço com empresários e lideranças políticas e lançou a candidatura do jornalista José Luiz Datena ao Senado

Caiã Messina 13/05/2022 • 20:22 - Atualizado em 13/05/2022 • 20:24

O presidente Jair Bolsonaro (PL) participou da formatura de policiais militares e aproveitou o público para voltar a defender a aprovação do excludente de ilicitude, que diminui a possibilidade de PMs serem processos em casos de confronto.

Também em São Paulo, ele participou de um almoço com empresários e lideranças políticas e lançou a candidatura do jornalista José Luiz Datena ao Senado.

O pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, acusou Bolsonaro de estar tramando um golpe.

“Agora, todo mundo está vendo indícios muito claros de que está em curso um golpe contra a democracia brasileira”, afirmou.

Lula (PT) foi outro a atacar o presidente e afirmou que 50% da inflação acontece em produtos administrados pelo governo, como energia e diesel. 

O petista está organizando uma série de viagens pelo Brasil ao lado de Geraldo Alckmin para que o ex-tucano e candidato à vice tenha mais contato com a cúpula petista.

Na terceira via, o cargo de vice ainda passa por negociações delicadas. A pesquisa que promete decidir a chapa começa na semana que vem. 

João Doria (PSDB) divulgou vídeo da apresentação a investigadores estrangeiros do projeto de despoluição do rio Pinheiros, em São Paulo, e afirmou que o mesmo pode ser feito em outros estados.