Eleições

Governador de SP defende câmeras em fardas: "Contra fatos não há argumentos"

Pré-candidato à reeleição, Rodrigo Garcia (PSDB) foi entrevistado em série da rádio BandNews FM

BandNews FM 12/05/2022 • 15:58 - Atualizado em 12/05/2022 • 16:02

O governador de São Paulo Rodrigo Garcia (PSDB), que deve tentar a reeleição em outubro, defendeu em entrevista à rádio BandNews FM o uso de câmeras nos uniformes de policiais no Estado. 

Na entrevista, que faz parte da série com pré-candidatos ao governo feita pela emissora, Garcia afirmou que comandantes da Polícia Militar (PM) pediram o uso do equipamento. 

“Contra fatos não há argumentos. Nós diminuímos a letalidade policial com o uso de câmeras. Aparentemente, foi um fator importante o uso de câmeras para proteger a vida do policial. Nós implantamos. Tivemos a coragem de fazer aquilo que os comandantes pediram e nós vamos avançar nessa política", disse. 

Garcia afirmou, no entanto, que pode rever a posição caso haja dados que o convençam de que a medida é ruim para a polícia. "Agora, se tiver um dado que mostre que a câmera não é positiva para o policial, eu sou o primeiro a defender que a gente retire. Até agora, nós tivemos todas as evidências e os dados de que elas são positivas para a polícia”, aponta. 

Cracolândia

Também no tema da Segurança Pública, que preponderou entre ouvintes da BandNews FM em solicitações de assuntos a serem abordados com os pré-candidatos, o governador disse que a solução para resolver o fluxo de usuários de drogas na Cracolândia da capital paulista é utilizar “as estratégias conhecidas”. 

Para o tucano, o tratamento de saúde disponível é insuficiente para reduzir o número de dependentes químicos aglomerados no Centro de São Paulo. 

Grupos de usuários de drogas, que segundo estimativas da própria Prefeitura de São Paulo somam 1,5 mil pessoas, estão espalhados pelas ruas do centro da capital, depois de uma operação policial prender seis suspeitos de trafico de drogas e esvaziar a Praça Princesa Isabel, para onde o fluxo se mudou recentemente. 

Segundo usuários de drogas, a mudança foi estabelecida por ordem da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Rodrigo Garcia diz que se trata de um problema de segurança e saúde pública e que é preciso atuar em parceria com os municípios. 

“A prefeitura tem um papel sempre preponderante nisso, seja da cidade de São Paulo, seja de qualquer outra prefeitura do Estado. E o que a gente precisa é utilizar todas as estratégias conhecidas para tentar diminuir o fluxo da Cracolândia. Não é só do tratamento do dependente químico. Cansei de ver pessoas que foram para tratamento e depois do final voltaram e não tiveram acolhimento familiar. Consequentemente, voltaram para as ruas. Se tem um problema por trás que é uma vida que não existe mais e que leva muitas vezes a pessoa a isso", disse. 

Ensino Médio Integral

Rodrigo Garcia também falou sobre as propostas dele na área da Educação:

“A proposta que estou desenhando no meu programa de governo é de que todo o Estado – São Paulo tem mais ou menos 1,4 milhão de alunos no Ensino Médio, que é esses alunos possam estudar de maneira integral e fazer o ensino integrado com o ensino técnico. Hoje, o currículo do Novo Ensino Médio permite a dupla jornada. Se São Paulo conseguir nos próximo quatro anos fazer com que esses 1,4 milhão de alunos façam ensino integral, com dupla jornada, nós vamos mudar a realidade desses jovens”, diz. 

Debate na Band

Garcia também confirmou presença no debate da Band e falou sobre o que o eleitor pode esperar dele no encontro. 

“Estou há 20 anos dedicado ao nosso Estado. Hoje tenho 48 anos e sou o novo governador de São Paulo. Mas não sou um novato na vida pública. Fui deputado estadual durante três mandatos, presidente da Assembleia de São Paulo; deputado federal, líder da bancada em Brasília; fui secretário em cinco áreas diferentes, na área econômica, na área social, na área de governo, na área de habitação, e tudo isso me deu uma visão muito clara dos problemas e daquilo que a gente tem de desafio em São Paulo. Então, vou apresentar essa história de vida, tudo que já fiz por São Paulo e, principalmente, tudo que quero fazer daqui para frente”, disse. 

O primeiro debate com os candidatos ao governo de São Paulo na TV aberta será na tela da Band, com transmissão simultânea da Rádio BandNews FM, no dia 7 de agosto.

No dia 14 de agosto será a vez do debate com os presidenciáveis.

Série de entrevistas

Até agora, além de Garcia, a série de entrevistas com pré-candidatos da BandNews FM ouviu Tarcísio de Freitas (Republicanos) Vinicius Poit (NOVO) e Márcio França (PSB). 

A entrevista com Fernando Haddad (PT) seria realizada na terça-feira (10), mas o pré-candidato teve problemas de saúde e a conversa foi remarcada para a semana que vem.