Paes ataca Crivella por ligação suspeita e prefeito rebate com contas na Suíça; assista momentos de tensão

Da redação, com Bora Brasil 20/11/2020 • 09:18
Paes ataca Crivella por ligação suspeita e prefeito rebate com contas na Suíça; assista momentos de tensão
Paes ataca Crivella por ligação suspeita e prefeito rebate com contas na Suíça; assista momentos de tensão
Divulgação/Band

O debate pela disputa à Prefeitura do Rio de Janeiro, que aconteceu nesta quinta-feira, 19, na sede da Band no Rio, foi quente. Marcello Crivella (Republicanos), atual prefeito da cidade e candidato à reeleição, e Eduardo Paes (Democratas) não pouparam críticas, ataques e acusações entre si. 
 

Logo no primeiro bloco, o candidato Eduardo Paes citou ligação suspeita de Crivella ao empresário Rafael Alves, no primeiro dia da Operação Hades, que investiga esquema de propina na Prefeitura do Rio. O telefonema aconteceu quando o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil faziam buscas e apreensão na Riotur, e outros endereços. Crivella respondeu com a acusação de Paes pelo Ministério Público do Rio de corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral envolvendo o recebimento de recursos ilegais da Odebrecht para a campanha de 2012. 


Leia também:
Veja destaques do debate da Band entre Marcelo Crivella e Eduardo Paes no Rio
RJ: o que Crivella fez de bom e o que Paes fez pelo Rio são as perguntas mais buscadas durante debate da Band


“Você é o pai da mentira. Agora, quero te deixar uma pergunta no ar: uma cena que todos nós vimos foi você ligando no dia que o Rafael Alves, chefe do qg da propina com você, estava sendo preso, você ligou para ele e o delegado atendeu. O que você estava querendo alertar o Rafael Alves naquele dia, Crivella?”, disse Paes. “ Rafael foi acusado, investigado, mas não foi preso, não há delações contra ele ou provas. Com você tem. Lembra que tem nome do doleiro, transportador, tem as contas lá na Suíça”, rebateu Crivella. 


Em outro momento, os candidatos debateram sobre o aumento do IPTU. “Agora, eu quero diminuir o IPTU, o presidente da Câmara é do teu partido, Paes, eu quero que ele vote isso na semana que vem. Você se compromete aqui que vai apoiar essa medida de diminuir o IPTU?”, disse Crivella. “O fato de ele ser tão despreparado, não saber administrar bem a cidade, não saber da dinâmica da economia da cidade, fez com que a receita do rio, de todas as capitais, a que mais caísse. Esse é um compromisso assumido por mim e ele só está fazendo por causa da eleição”, rebateu Paes. 


Os ataques continuaram: “Quando você passou o governo para mim, você disse assim: ‘Crivella, eu deixei dinheiro em caixa; no dia 02 de janeiro, eu fui pagar a folha de pagamento de dezembro e os R$ 800 milhões sumiram. Ainda assim, Eduardo, nós fizemos a maior revolução nos equipamentos da saúde”, disse Crivella. “Segue o pai da mentira. Não contou nada, absolutamente nada do que fez na saúde. Porque nenhum dos dez itens ele cumpriu”, completou Paes. 


Assista: 

  • eduardo paes
  • crivella
  • debate