Eleições

PL anuncia data da filiação de Jair Bolsonaro ao partido

Data já foi adiada uma vez, mas agora Bolsonaro chegou a um acordo com Valdemar Costa Neto

Da Redação, com Jornal da Band 23/11/2021 • 20:22 - Atualizado em 23/11/2021 • 20:36
Bolsonaro e Valdemar se reuniram nesta terça-feira
Bolsonaro e Valdemar se reuniram nesta terça-feira
Agência Brasil

O PL confirmou a nova data de filiação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao partido. Será em 30 de novembro.  

A decisão aconteceu após uma reunião entre Bolsonaro e o presidente da legenda, Valdemar Costa Neto, no Palácio do Planalto.  

Recentemente os dois tiveram "uma intensa troca de mensagens", revelada pelo próprio PL, que dificultou a filiação de Bolsonaro. O evento estava marcado para o dia 22, mas ficou suspenso.

A maior dificuldade para o acordo é que o PL poderia apoiar adversários políticos de Bolsonaro em alguns estados, principalmente no Nordeste e em São Paulo. Mas políticos bolsonaristas se esforçaram nos últimos dias para mostrar que isso não seria um problema.  

Recentemente Valdemar Costa Neto ganhou "carta branca" para negociar a filiação com Bolsonaro e conseguiu convencê-lo buscar a reeleição presidencial de 2022 pelo PL.

Valdemar foi condenado a 7 anos e 10 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por envolvimento no mensalão, mas já cumpriu a pena.

Outros pré-candidatos

Sérgio Moro esteve no Senado para defender bandeiras do Podemos, como o Auxilio Brasil permanente e o pagamento integral dos precatórios.

Lula (PT) teve que lidar com a polêmica de uma entrevista ao jornal El País, em que comparou a reeleição do ditador da Nicarágua, Daniel Ortega, com o longo governo de Angela Merkel na Alemanha. Depois que uma jornalista lembrou que Merkel não mandou prender opositores, Lula disse que "se Daniel ortega prendeu opositores, está totalmente errado".

Ciro Gomes (PDT) está a caminho de Portugal para contato com políticas de esquerda.