Eleições

PSDB quer fazer prévias com novo app, mas Eduardo Leite não se manifesta

Partido informou que a empresa escolhida "será submetida ao teste de estresse por todas as candidaturas"

Da Redação, com Bandnews TV 23/11/2021 • 15:59 - Atualizado em 23/11/2021 • 16:57

O PSDB parece ter chegado a uma solução para realizar as prévias, que foram adiadas por problemas tecnólogicos desde o último domingo (21). Agora o objetivo é contratar uma nova empresa realizar a votação. Dois candidatos, Arthur Virgílio e João Doria, defenderam essa ideia. Mas Eduardo Leite ainda não se manifestou.

O partido informou, por meio de nota oficial, que a empresa escolhida "será submetida ao teste de estresse por todas as candidaturas". E também acrescentou que outras alternativas continuarão "em análise".

Em entrevista para a Bandnews TV, Virgílio disse que a empresa Relata Soft deve dar agilidade ao processo.  

"A impressão que eu tenho é que ela apresenta um novo aplicativo mais simples. E sem desprezar o valor técnico das pessoas contratadas, para chegarmos ao final logo. Não podemos jogar para fevereiro".

Virgílio e Doria assinaram uma nota oficial para concordar com a ideia apresentada pelo PSDB e defender o presidente do partido, Bruno Araújo. Mas Eduardo Leite não se manifestou com eles.

"Só vi declarações explosivas dele, falando que hacker pode ter atacado a empresa gaúcha. É uma besteira tão grande. Se fosse assim, ele seria investigado, porque eu não hackeei. Doria também falou que não hackeou. O que houve é que uma empresa não deu conta de tantas pessoas votando", cravou Virgílio.  

O PSDB informou que "ainda não foi apresentado diagnóstico do ocorrido pela Fundação de Apoio à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), desenvolvedora do aplicativo que apresentou falhas".

De acordo com os tucanos, os votos feitos antes da paralisação da votação estão assegurados e serão computados.

O partido agendou para 17 horas desta terça-feira (23) uma entrevista coletiva na qual informará mais detalhes sobre as prévias.