Entretenimento

Família Real: investigação aponta falhas em entrevista da BBC com princesa Diana em 1995

Inquérito aponta que jornalista fraudou documentos para ter acesso à princesa

Da Redação, com BandNews TV 21/05/2021 • 15:42 - Atualizado em 21/05/2021 • 15:45

Uma investigação aponta que o jornalista Martin Bashir usou métodos antiéticos para conseguir entrevista com a princesa Diana para a emissora de TV britânica BBC em 1995. Segundo a conclusão do inquérito, Bashir falsificou documentos para ter acesso à Diana.

A investigação indica que Bashir enganou o irmão da princesa, o conde Charles Spencer. O jornalista, que era produtor da BBC na época, adulterou extratos bancários para fingir que ex-funcionários de Spencer estavam sendo pagos por tabloides ingleses para fornecer informações sobre a Família Real. Dessa forma, ele conquistou a confiança do conde e o induziu a marcar um encontro com a princesa.

Na época, Martin Bashir foi questionado pela imprensa sobre como conseguiu a entrevista com a princesa Diana. A BBC chegou a apurar o caso em 1996, mas a investigação interna foi "ineficiente", diz o relatório. 

A entrevista com Diana em questão foi exibida no programa Panorama há 25 anos e assistida por 20 milhões de pessoas. Nela, a princesa afirmou que havia "três pessoas" em seu casamento com o príncipe Charles. Ela também admitiu que teve uma relação extraconjugal e que sofria de bulimia. As revelações bombásticas de Diana repercutiram na imprensa mundial. Até então, nenhum membro da realeza britânica havia falado tão abertamente sobre sua intimidade. 

A BBC se manifestou após a conclusão do episódio e pediu desculpas à Família Real. 

Reação do príncipe William

O príncipe William comemorou o desfecho do caso. O herdeiro do trono britânico disse que as ações da BBC contribuíram para o desgaste do casamento de seus pais e piorou a paranoia de Diana. A princesa Diana faleceu em Paris, na França, após um acidente de carro em 1997.