Grana ou Fama

Dança de Rua do Brasil celebra oportunidade no 'Faustão': "O artista precisa"

Grupo de dança de Santos, no litoral de São Paulo, venceu o show de talentos nesta terça-feira (25)

Da redação 25/01/2022 • 22:35
Grupo de dança é comandado pelo coreógrafo Marcelo Cirino
Grupo de dança é comandado pelo coreógrafo Marcelo Cirino
Band

O Grupo de Dança de Rua do Brasil, de Santos, litoral de São Paulo, venceu o Grana ou Fama desta terça-feira, 25. Com a apresentação de Homens de Preto, a trupe liderada pelo coreógrafo Marcelo Cirino conquistou os jurados e o auditório do Faustão na Band e levaram R$ 25 mil para casa.

Os 30 dançarinos se apresentaram no palco e conquistaram os votos de Luana Piovani, Zé Roberto e da galera que assistiu o programa no estúdio João Jorge Saad. A companhia de dançarinos pode voltar ao show de talentos na próxima semana para se apresentar e levar mais grana.

Em entrevista ao Portal da Band, o coreógrafo Marcelo Cirino falou da importância para os artistas de se apresentarem no palco do Faustão: "É uma oportunidade única de divulgação das nossas artes coreográficas, ainda mais no programa do Faustão, para nós é tudo de bom, é o que um artista precisa", afirmou.

O Grupo de Dança de Rua do Brasil foi idealizado e fundado por Marcelo Cirino, na década de 90, e se tornou um ícone da dança de rua em diversos festivais pelo país. Até 1995, a modalidade não existia oficialmente, e com a existência do grupo, foi implementado no Festival de Dança de Joinville, e em todos os outros festivais do Brasil.

"O grupo é diversificado, tem o mais velho, mais novo, o gordinho, o magrinho, mas é uma técnica apurada. Todo mundo trabalha para estar em sincronismo nas coreografias. Essa é nossa verdade, fazer uma unidade e chegar ao nosso objetivo que é alegrar o público", disse o fundador da companhia.

Marcelo Cirino contou que o grupo estava parado há 2 anos por causa da pandemia, e o Grana ou Fama foi a grande oportunidade de reativar as coreografias depois de tanto tempo parado: "É um trabalho feito com seriedade, amor e verdade, e isso a gente consegue transmitir para o público. Trabalhar com arte é um privilégio de contemplar essa energia com o público", disse.

O grupo tem cerca de 40 integrantes que se dividem de acordo com o dia da apresentação e ensaiam aos domingos, mas com a preparação para o Faustão na Band tiveram que aumentar a frequência: "Estamos ensaiando mais dias agora para participar do programa, mas na rotina é aos domingos, o dia oficial", disse.

Não passa pela cabeça do líder do grupo abandonar a competição, e já prometem surpreender na próxima apresentação: "A gente pretende continuar na fama, porque a gente sabe a importância de estar na mídia para o nosso trabalho. A gente vai continuar apostando na fama. Quanto mais tempo a gente ficar no programa, melhor. Agora a gente vem com a coreografia Vikings, estamos ensaiando para apresentar uma linda coreografia", concluiu.