Faustão na Band

Quem é Jaqueline Ciocci? Conheça a repórter do Faustão na Band

Ex-bailarina trabalha com Fausto Silva há 5 anos e, no Faustão na Band, apresentará histórias de superação e aventura

Stefani Sousa 11/01/2022 • 13:37 - Atualizado em 11/01/2022 • 13:52
Conheça Jaqueline Ciocci, repórter do Faustão na Band
Conheça Jaqueline Ciocci, repórter do Faustão na Band
Rodrigo Moraes/Band

“Uma estrela que surgiu no balé, arquiteta e bailarina profissional”, assim definiu Fausto Silva ao anunciar Jaqueline Ciocci como repórter do Faustão na Band. No programa, que estreia na próxima segunda-feira (17), a paulista apresentará histórias de superação e aventura. Enquanto o grande dia não chega, ela conta, em entrevista ao Band.com, sua trajetória até entrar na TV.  

Quem acompanha o trabalho de Faustão sabe que, por anos, Jaqueline esteve no time do balé. O convite para participar de ações comerciais e reportagens surgiu de forma natural após alguns testes. Logo, ela ela passou a ocupar o cargo de repórter. “Ao longo do percurso, fui vendo que gostava muito de falar, de entrar no palco e contar alguma coisa ou fazer ativações. Depois de uns 2 ou 3 anos, comecei com as entrevistas, e aí me descobri ainda mais, achei uma delícia poder trocar com pessoas tão icônicas e diferentes.”   

É um sonho realizado, garante. “Agora eu realmente posso me desenvolver como comunicadora, sabe? Vou poder aprender a apresentar, trocar ideia e envolver as pessoas”, celebra. Trabalhar com o Faustão é, segundo ela, uma escola: “Nada do que você aprendeu na faculdade se compara a prática que a gente tem aqui”, conta empolgada ao recordar os últimos anos.  

Jaqueline recorda de assistir ao Faustão em diferentes momentos da vida, mas, em nenhum deles, imaginou que pudesse estar no mesmo palco que o apresentador. Filha de Janaina e Waldir, ela cresceu inspirada pelos pais. Ele, veterinário, sempre a mostrou o lado mais racional do trabalho, enquanto a mãe, bailarina e atriz, a motivou por vias artísticas. Desde pequena, a repórter fez aulas de diferentes ritmos musicais, violino e ginástica artística. 

Lá pelos 8 anos, passou a estudar balé clássico no Theatro Municipal. Só parou quando, após terminar a escola, começou a faculdade de arquitetura. “Quando eu estava no meio do curso, comecei a trabalhar como modelo, foi quando pensei em voltar a dançar. Aí participei de um concurso de beleza, ganhei o Miss São Paulo Capital e aquilo despertou algo em mim”, recorda.  

Na época, Jaqueline trabalhava com projetos de iluminação e estagiava em uma construtora. No mesmo período em que se formou, começou a fazer trabalhos temporários no balé do Faustão. Já estava acostumada com os palcos e não demorou muito para se tornar fixa na equipe: “Eu não achava que fosse virar alguma coisa, mas a vivência no programa foi me despertando um sonho em relação a continuar. Eu achava que as meninas [bailarinas] estavam em outro patamar, que era impossível eu chegar lá, até que passei o ano fazendo.”  

Hoje, com a carreira mais consolidada como repórter, a paulista é só felicidade. “Estou muito animada, com a expectativa lá em cima e a energia também. Quero fazer acontecer e contagiar as pessoas com muita alegria”, celebra. Quem acompanhar a tela da Band verá Jaqueline em situações inusitadas, inspiradoras e inéditas. Está imperdível!