Faustão na Band

Após depoimento surpresa no Faustão, Whindersson responde Maria: "Amo você"

Humorista comentou participação no Arquivo Pessoal e se disse surpreso com depoimento da ex-namorada

Stefani Sousa 20/01/2022 • 12:31

Whindersson Nunes foi o primeiro a ser pego de surpresa ao participar do Arquivo Pessoal, quadro que homenageia personalidades brasileiras no Faustão na Band. O humorista assistiu aos depoimentos emocionantes de amigos, familiares, pai, mãe e da ex-namorada Maria Lina.

"Tudo me surpreendeu, não sabia como era o Faustão, foi tudo muito surpresa. As pessoas que falaram, as coisas que me disseram, não era o que eu estava esperando para o dia de hoje", afirmou em entrevista exclusiva ao Portal da Band.

O comediante disse que estava nervoso para encontrar Fausto Silva pela primeira vez em dez anos de carreira, e que o apresentador sempre foi marcante para sua carreira: "Ele é muito presente na vida do brasileiro, não é uma coisa normal igual chegar num restaurante que nunca comi, então fiquei pensando se eu ia conseguir desenvolver, se ia dar branco, se ia ficar nervoso e todo mundo ia ver", afirmou.

Fama de atrasado?

Whindersson aproveitou ainda para mandar um recado para os amigos Tirullipa e Tom Cavalcante, que durante o programa contaram uma história de atraso enquanto gravavam um filme.  

"O Tirullipa e o Tom Cavalcante falaram que eu sou uma pessoa atrasada, mas eu só atrasei uma vez, e os caras contaram no dia da homenagem no Faustão. Queria dizer que eu não sou atrasado não, foi só uma vez", pontuou o ator.

Maria Lina

Em um dos momentos mais emocionantes da homenagem, a influenciadora digital Maria Lina, ex-namorada do comediante, falou sobre a relação de carinho que ainda mantém por ele. Os dois tiveram um filho juntos que faleceu após o parto.

Whindersson disse que não esperava as palavras da ex e agradeceu: "A mensagem da Maria me marcou. Obrigado por ter esse carinho ao falar de mim, falar da gente. Obrigado pela mensagem, eu amo você".

Haters

Sobre os haters, Whindersson prefere viver a vida real, onde segundo ele as pessoas são mais gentis e demonstram mais carinho do que raiva: "Na vida real ninguém chega e te fala um negócio da sua roupa, do cabelo, a galera pode ter a opinão mas guarda mais. Agora, quem gosta fala. A opinião digitada é diferente da falada", concluiu Whindersson.