Entretenimento

Luana Piovani diz que ficou traumatizada após trabalhar na Rede Globo

Em entrevista ao Pod Delas, a atriz relembrou quando foi assediada pelo ex-diretor de núcleo e afirmou que nunca se deslumbrou com a emissora

Da Redação

Luana Piovani diz que ficou traumatizada após trabalhar na Rede Globo
Luana Piovani diz que foi demitida de emissora por não sentar no colo do diretor
Reprodução Pod Delas

Na última quinta-feira (22), Luana Piovani participou do Podcast ‘Pod Delas’ e relembrou momentos conturbados que viveu durante seu período na Rede Globo. Sem papas na língua, Piovani contou que foi tirada da novela ‘Anjo Mau’, de 1997, e afirmou ter duas teorias sobre sua demissão: uma por não se submeter a pedidos que não estavam em seu contrato de trabalho e outra por não sentar no colo do diretor de núcleo da época, Carlos Manga (1928 – 2015), durante uma reunião. 

Luana explicou para as apresentadoras do Pod Delas como chegou à Rede Globo e foi direto ao ponto: “Com 16 anos virei protagonista na Rede Globo, na minissérie ‘Sexy Appeal’ (1993). Me traumatizei, mandei todo mundo ir à merda, inclusive a Globo e voltei para São Paulo. Queria ser bem tratada e viajar o mundo. ”

A atriz diz que nunca se sentiu deslumbrada com o tamanho da emissora e que não se permitia viver uma exploração dentro do trabalho para agradar chefes. “Sei que o pessoal tá apaixonado, só pensa nisso, inclusive, nunca entendi por que todo mundo fica aqui babando na porta dessa empresa. Não é isso que eu quero, não”, conta Luana. 

Por não concordar em se submeter a diversas situações que ultrapassavam o seu contrato de trabalho, Luana conta que era vista com outros olhos dentro da emissora, já que muitos encaravam seu posicionamento como algo negativo e soberbo: “Já fui tirada de uma novela com a frase: ‘A Luana desagrega a produção’. Mas é porque nunca me submeti”. 

Durante o bate-papo, a atriz contou como sua demissão aconteceu e afirmou que existem duas versões da história: “Fui tirada de uma novela chamada ‘Anjo Mau’. Eu fazia a filha da Luiza Brunet (...) e têm duas histórias nessa novela que são interessantes. Uma é a que eu acho que foi de onde saiu a minha demissão”.  

Luana acredita que a primeira hipótese de sua demissão aconteceu quando ela estava escalada para fazer uma prova de roupa para fotografar com outro ator. O problema é que seu companheiro de trabalho avisou que se atrasaria por mais de 4 horas para o ensaio. A atriz disse a produção que não poderia esperar e foi embora, deixando todos irritados com sua atitude. 

Em seguida, Luana conta a segunda hipótese de sua demissão: "Estávamos na sala do diretor de núcleo (...), a gente estava ali conversando, papo vai, papo vem, uma hora o Manga [Carlos Manga] fez assim para mim: 'Vem aqui, senta aqui'. Ele tinha na base, mais ou menos, de uns 80 anos. Eu tinha na base, mais ou menos, de uns 21. Levantei e falei 'vou'. Fui levantando, sentei no braço da poltrona e falei: 'Só aqui, né?"

Na época, segundo Luana, ninguém que estava na sala entendeu aquela atitude como assédio. Depois de um tempo, enquanto contava essa história para uma jornalista, a atriz se deu conta de que sua saída da novela poderia ter sido por esse motivo: “Quando acabei de contar, ela [jornalista] disse: ‘Você não acha que foi por isso que ele te tirou da novela? Por que você foi lá e não sentou no colo dele?’”

Nesse momento, Luana diz que se deu conta que poderia ter sido, também, por esse motivo, mas ressalta que, na época, não percebeu, pois não se sentiu assediada naquele momento: “Nunca nem pensei nisso”. 

Sem um comunicado oficial da Rede Globo, Luana lembra que descobriu sua demissão da pior maneira possível. A atriz revelou que chegou para fazer aula de voz, dentro do horário marcado, e a professora avisou que ela não estava mais integrando o elenco.  

Mais notícias

Carregar mais