Masterchef

Ana Paula Padrão desbrava paraíso selvagem em Portugal e indica como aproveitar

Apresentadora do MasterChef faz guia de viagem à Comporta e diz o que fazer na região de praias que vem conquistando turistas do mundo todo, mas ainda é um destino pouco procurado.

Felipe Pinheiro 20/04/2022 • 10:39

Ana Paula Padrão arrumou as malas e, com a flexibilização da pandemia, passou um mês em Portugal antes do início das gravações da próxima edição do MasterChef, que estreia em breve na Band. O lugar onde passou mais tempo na viagem foi na Comporta, um vilarejo de praias paradisíacas situado ao sul da península de Tróia e a 1h30 de Lisboa.

Ela e o marido, o empresário Gustavo Diament, já haviam viajado de moto pelo país em 2019. A experiência foi tão boa que eles resolveram se aventurar em um destino considerado mais pitoresco, ainda pouco procurado pela maioria dos turistas que vão a Portugal.  

A reportagem do Band.com.br bateu um papo com a apresentadora do MasterChef e descobriu dicas preciosas sobre como chegar ao local de praias selvagens.  

As praias são lindas, de areia clara e a incidência de luz deixa essa areia muito douradinha. Muita gente do mundo está chamando a Comporta de o grande balneário europeu da próxima década. Ainda é pouco explorado e tendo a concordar que são as praias mais bonitas da Europa e mais selvagens também.

A seguir, acompanhe o guia de viagem com Ana Paula Padrão e saiba tudo sobre a região de praias selvagens.

Ana, como chegar a Comporta?


“Saindo de Lisboa é mais ou menos 1h30 de viagem, contando com cerca de meia hora de travessia de balsa. Dá para fazer o mesmo deslocamento sem usar a balsa. Daí você vai por dentro, e não pelo litoral”.  

Destino de praias selvagens


“A Comporta é uma região de praia selvagem e é selvagem porque é protegida. Não pode construir casas e prédios a uma distância razoável da praia. Ao contrário dos litorais brasileiros, onde a praia é tomada por casas particulares ou hotéis, isso não existe na Comporta. Você tem a sensação de que está em uma praia selvagem e deserta porque nem todo mundo se atreve a andar todo esse tempo para chegar à praia”.  


O diferencial da região


A natureza é o principal atrativo da Comporta e o que encantou Ana Paula foi o contraste de paisagens: a praia de um lado e as florestas do outro.  

“Todas as praias são lindas e se você quiser caminhar é um exercício espetacular porque você caminha no meio de bosques de pinheiros. Isso é o grande barato da Comporta. No Brasil, você espera a vegetação tropical perto de uma praia. Coqueiro, palmeira… ali são bosques de araucárias, pinheiros, que crescem em cima da areia”, afirma.  

Para Ana Paula, o mar é ainda mais deslumbrante do que o litoral do Algarve, um dos destinos mais procurados do país. O que não dá para escapar é da água gelada.  

“A cor do mar é muito bonita. É mais bonita do que a cor do mar do Algarve. Por incrível que pareça, lembra um pouco mais as áreas tropicais do mundo. Quando é verde, é muito verde. Um verde esmeralda. E quando é azul, é muito azul. Tem muito peixe. Uma paisagem maravilhosa”, diz a apresentadora.

Onde comer na Comporta?


Frutos do mar e o melhor da culinária portuguesa são a especialidade dos restaurantes da região. Ana Paula tem algumas sugestões para todos os gostos.  Conta tudo, Ana!


Restaurantes pé na areia: Sal e Comporta Café


“O Sal é um restaurante maravilhoso com uma varanda pé na areia. Tudo o que é do mar lá é muito bom. E tem a vista plena da praia. Há restaurantes com uma vista tão bonita como o Comporta Café que você vai para ver o pôr do sol. Sabe a sensação de aplaudir o pôr do sol de tão lindo que ele é? Isso acontece muito na Comporta.  

Dica da Ana: “Vale a pena fazer uma refeição ou tomar um drink ao fim do dia no Sal e no Comporta Café, que são restaurantes pé na areia”.  

O favorito de Ana Paula Padrão


“Se você decidir comer um prato local feito por locais tem vários restaurantes. Eu recomendo um restaurante que os turistas geralmente não entram porque parece de beira de estrada porque de fato está na beira da estrada. Ele se chama Dona Bia e é o melhor restaurante da Comporta na minha opinião. Comida portuguesa de altíssima qualidade. Muito fresca e que fala muito com o coração”.  

Tem restaurantes mais sofisticados, como o do hotel Sublime, com uma experiência gastronômica maravilhosa, mas tendo a gostar mais de comida com gosto de casa e por isso recomendo fortemente o Dona Bia.


Onde se hospedar, Ana?  


“Tem hotéis cinco estrelas, como o Sublime Comporta, e outros menos sofisticados, mas igualmente bonitos. Tem também as casas de aluguel. O Hotel Pestana, por exemplo, na região de Tróia, é feito de casas para alugar por temporada. E tem casas de locais que se cadastram para receber outras pessoas ou ceder a casa durante um período de tempo”.

“Eu já fiz todas as opções. Já fiquei em hotel, em casas de hotel e em casas de locais. Todas as experiências têm um charme diferente. Gosto de cozinhar, então quando alugo uma casa que não tem a infraestrutura de um hotel eu vou ao supermercado local, compro ingredientes locais e cozinho em casa, o que para mim é uma experiência incrível”.

Quantos dias ficar na Comporta?


“Para conhecer a região, você deveria separar no mínimo quatro dias. Mas se ficar uma semana ou mais não irá se cansar, com certeza”.  

Para tudo!


 


Sabia que Ana Paula Padrão já foi reconhecida em Portugal? Isso graças ao MasterChef Brasil, que é exibido em vários países. Ela, que estava de moto e usando o aparato de segurança, lembra orgulhosa como isso aconteceu em 2019:

“No primeiro posto que paramos para abastecer, eu tirei o capacete. E aí as pessoas do posto vieram falar comigo, pediram para tirar foto, disseram que adoram o programa… E eu fiquei, como assim? Descobri que o MasterChef Brasil é um supersucesso em Portugal! Todos os chefs e eu somos muito conhecidos”, diz.