Masterchef

Eliminado do MasterChef, Heitor se arrepende de não ter “roubado” liderança de Tiago

Participante conta como foi deixar o programa tão perto da final e reflete sobre futuro na gastronomia

Stefani Sousa 24/11/2021 • 00:38 - Atualizado em 24/11/2021 • 01:08
Heitor é o eliminado da semana do MasterChef
Heitor é o eliminado da semana do MasterChef
Carlos Reinis/Band

O eliminado da semana no MasterChef Brasil é Heitor. Aos 30 anos, o participante encerrou sua 2ª passagem pelo programa [após ter participado das temporadas 7 e 8] em prova de reprodução do chef Erick Jacquin. No desafio de preparar um robalo, o analista de sistemas pecou pela “timidez” do prato, que faltava tempero, tinha massa crua e excesso de acidez. Apesar das falhas, ele deixou a cozinha elogiado pelos chefs e aplaudido pelos colegas. Ao término das gravações, em entrevista ao Band.com, Heitor contou que sua história com a gastronomia está apenas começando.  

Certo de que viveu toda a experiência do talent show intensamente, o cozinheiro tem apenas um arrependimento. Na prova de serviço do hotel (episódio 19), ele gostaria de ter quebrado a caixa do avental dourado e “roubado” a liderança de Tiago, capitão do grupo. “A gente nunca quebrou para não parecer desrespeitoso, mas acho que, se eu tivesse feito, o Tiago entenderia. Além desse dia, ele foi líder outras duas vezes. Talvez, no meu caso, fosse a chance de garantir uma vaga no mezanino”, reflete. “Eu fiquei na moqueca [equipe do prato principal], mas eram muitas mãos para pouca coisa. Além de fugir da eliminação, essa poderia teria sido a minha chance de me tornar capitão.”   

Passados os pesares, deixar o programa sem o troféu é um “mix de sensações”, revela. "Estou feliz e grato por ter chegado até aqui. Triste de ter saído, mas também parece que hoje não estava rolando, sabe? Eu fazia, experimentava, mas não ficava gostoso. Ajustava, provava mais uma vez e ainda assim não ficava bom”, lamenta. Heitor conta que, ao longo da prova, foi percebendo que sua receita não seria e vencedora da noite, alertando para o caminho da despedida.  

O que o confortou mesmo, nos instantes finais, foi ouvir dos colegas elogios sobre seu caráter. As palavras aqueceram seu coração. “Foi reconfortante porque eu sou assim com a vida. Tento ser um cara leal, verdadeiro... Por mais que fosse uma competição, eu sempre quis ganhar pelo sabor e não sacaneando alguém”, celebra. 

O jeito brincalhão de Heitor conquistou o público na internet. Quando entrou na 8ª temporada do MasterChef, o participante tinha menos de 10 mil seguidores. Após cinco meses, o número de contas aumentou de forma significativa: hoje, são mais de 56 mil perfis. Além disso, a frase “Heitorzinho tá como?”, bordão que falou repetidas vezes na temporada, se tornou viral entre os fãs do talent show. Até mesmo Lucas Lima e Sandy já reproduziram a fala.  

Tamanha repercussão, é possível dizer que o programa mudou a vida do paulista. Heitor foi um dos campeões da temporada 2020 do MasterChef, adaptada para o cenário de pandemia. Desde a participação, ele desejava voltar à cozinha para viver a experiência por completo, no formato tradicional. Deu certo e valeu a pena! Hoje, suas provas favoritas foram aquelas em que trabalhou em grupo. "As duas na praia me marcaram bastante, teve também a da feijoada, em dupla com o Luiz, e o menu de sobremesas, em trio. Nunca imaginei ganhar algo relacionado a doces”, brinca. 

Há muitos caminhos possíveis para Heitor a partir da eliminação. Ainda no palco, o participante disse que não descarta abandonar a carreira para investir de vez na gastronomia. “Tudo o que eu faço é calculado. Se eu optar por trabalhar na cozinha, quero estudar, estagiar. Vou sem vaidade nenhuma... Sei que, no começo, a tarefa é picar cebola, descascar batata e fazer os serviços mais simples.” Ele garante que trabalho duro não vai falar... Nós, com tudo o que vimos na temporada, acreditamos, é claro. Boa sorte! 

Saiba tudo o que aconteceu no 21º episódio do MasterChef Brasil  

Quem tem sintonia?

Divididos em duplas, um muro foi colocado entre os participantes do MasterChef Brasil desta terça-feira (23). Na dinâmica, um membro da equipe recebeu fotos e informações da receita enquanto o outro ficou de mãos abanando, dependendo das instruções do colega para reproduzir o prato. A missão dos competidores foi de cozinhar usando apenas com a comunicação verbal.  

Convidados especiais e arte 

Para inspirar o clima de harmonia entre eles, os grafiteiros Osgemos estiveram na cozinha e a chef Helena Rizzo pintou um belíssimo quadro. Após 1 hora de prova, Kelyn e Eduardo garantiram vaga no mezanino. Apesar de terem errado algumas proporções, o prato da dupla ficou bastante parecido.  

Jacquin deu show!

Na segunda prova da noite, Jacquin serviu um delicioso robalo aos participantes. Ao som de música francesa e vestido como manda o figurino, o chef preparou um serviço completo e encantou a todos com a experiência. Tiago, Isabella, Daphne e Heitor fizeram a prova de reprodução, que durou 1 hora e 15 minutos.  

Top 5 definido

Ao término da disputa, Daphne levou a melhor e Isabella garantiu o segundo lugar. Tiago e Heitor tiveram mais erros do que acertos, mas foi o analista de sistemas que não escapou da berlinda. Heitor é o 20º eliminado do MasterChef Brasil. O programa entra agora no top 5 melhores cozinheiros da temporada 2021.