Masterchef

Fernanda é a 1ª eliminada do MasterChef com “erro inaceitável”

Ao reproduzir receita de Erick Jacquin, engenheira civil não colocou batata, um dos ingredientes pedidos na réplica; veja entrevista exclusiva abaixo:

Stefani Sousa 18/05/2022 • 00:30 - Atualizado em 18/05/2022 • 01:07

Entregar o que foi pedido pelos jurados é a regra básica no MasterChef em provas de reprodução. Nesta terça-feira, 17, em noite de estreia, Fernanda descumpriu o critério e foi a primeira eliminada da 9ª temporada. A engenheira civil, de 29 anos, se atrapalhou ao preparar a receita do chef Erick Jacquin, um coelho com mostarda que deveria conter batatas. A falta do ingrediente resultou no não cumprimento da prova e tornou a decisão “fácil” para os jurados. 

Ao término das gravações, em entrevista ao Band.com.br, Fernanda concordou com as avaliações que recebeu. “Foi total falta de atenção, devia voltar e olhar o prato. Fiz a batata duas vezes pra entregar um torneamento melhor, mas, no fim, não coloquei. É realmente um erro inaceitável. Já imaginou, em um restaurante, pedir um item e ele não chegar?”, lamenta.  

Quando foi destaque negativo na primeira prova da noite, ao apresentar uma panna cotta ‘desconstruída’, a participante sentiu a pressão aumentar. De acordo com ela, apenas a possibilidade de se despedir da competição já era muito ruim: “Me deixou muito abalada”. A partir daquele momento tudo ficou ainda mais intenso.  

No palco, com o elenco, a mineira se manteve firme ao saber do resultado. Agora, minutos após a eliminação, seu semblante é de tristeza. A engenheira começa a encarar de fato o que aconteceu. O sentimento é de “choque”, descreve: “Quando estou ali tudo é tão lindo que não imagino mesmo que acabou. Eu escuto, dou o meu depoimento, tiro o avental, mas a ficha não cai. Só me dou conta quando percebo que preciso voltar pra casa.” 


Hora de praticar a gratidão 


Ser luz é um dos lemas de vida da participante. Por isso, ela promete ressignificar tudo o que viveu e olhar o copo meio cheio. “Quando analiso a história de cada um que está aqui dentro, percebo que sou a mais amadora entre eles […] decidi me inscrever no programa em março sem nunca ter me imaginado aqui. Isso, querendo ou não, se torna um ponto de competição. Tem gente tentando há 7 anos e estudando por todo esse tempo.”  

Apesar de breve, Fernanda diz que sua participação foi enriquecedora. Ela, que já vinha se distanciando da carreira como engenheira, vê no MasterChef o início de um projeto. “Esse aqui foi um empurrão pra me mostrar que demorei pra criar coragem, mas agora vai. Sinto que tudo o que eu me dedicar a fazer, tento atenção, estudo e controle, dará certo”, celebra. 

 É tão lindo que não imagino mesmo que acabou


Questionada por Ana Paula Padrão, Fernanda declarou torcida para Adílio e Mário na competição. “São duas pessoas com o coração imenso e que representam quem eu sou. Laços que quero levar pra sempre”, declarou. Já o colega com quem ela menos teve proximidade foi Fernando. “Não foi uma pessoa que tive vontade de conhecer. Meu corpo não chamou”, lamentou. Se houver uma futura repescagem, ela espera reencontrar os cozinheiros e mostrar mais do que no episódio de estreia. “Numa próxima que eu me dedicar, tudo vai dar certo.” Seguimos na torcida! 

O que rolou no 1º episódio do MasterChef Brasil 


Tudo novo de novo 

Começou! Na noite desta terça-feira, 16 cozinheiros amadores foram recepcionados com caixas misteriosas na estreia do MasterChef. Dentro delas estavam receitas que representam cada participante. A recepção carinhosa durou pouco: logo, eles tiveram que trocar de prato uns com os outros. O corre corre foi generalizado e teve gente que não gostou nada das alterações. 

Ponto para o Pará  

Muitas receitas conquistaram os jurados após 1 hora de prova. O vencedor da noite foi o paraense Renato, que serviu um bolo com especiarias. Adílio, Melina e Daniel também foram contemplados com elogios, garantindo vaga no mezanino. Como nem tudo são pratos deliciosos, Fernanda e Genesca receberam críticas e foram direto para a prova de eliminação. 

Quem quer um sorvetinho?  

Ana Paula Padrão deu a Renato a chance de ajudar um colega. O cozinheiro amador escolheu mandar Fernando para uma miniprova. O estudante de figurino desafiou Bruno para um duelo e os dois tiveram que provar 15 tipos de sorvete, com olhos vendados, para descobrir os sabores. Vitória para Bruno, que acertou pouco, mas garantiu a vantagem. Fernando foi para a eliminação.  

O terror dos cozinheiros 

Na primeira prova de eliminação da temporada, os destaques positivos mandaram três colegas para a berlinda. Melina escolheu Paraskevi, Daniel optou por Rafael e Adílio seguiu com Jason. O desafio contou também com Fernando, Genesca e Fernanda. As últimas duas, por terem tido desempenho negativo, foram penalizadas com 5 minutos a menos no tempo de cozinha. Para os demais a prova durou 1h15.  

Jacquin: o bom professor  

O francês deu uma aula aos competidores, que tiveram que reproduzir o clássico coelho com mostarda do chef. Mesmo com as dicas, teve gente que se atrapalhou no processo. Foi o caso de Genesca, que levou bronca e não saiu por muito pouco. Fernanda foi eliminada ao esquecer de colocar batata no prato. Jason fez a reprodução mais parecida entre todas.