Masterchef

Helena Rizzo sobre maternidade: “É um ‘segurar a onda’ constante”

No Dia das Mães, jurada do MasterChef e mãe da Manu, de 6 anos, fala sobre a importância da rede de apoio: “Nos sentimos muito sozinhas”

Da redação 08/05/2022 • 07:09
Helena Rizzo sobre maternidade: “É um ‘segurar a onda’ constante”
Helena Rizzo sobre maternidade: “É um ‘segurar a onda’ constante”
Reprodução/Instagram

Helena Rizzo é jurada do MasterChef, chef do restaurante estrelado Maní, em SP, e, não menos importante, é claro, mãe da Manuela, de 6 anos. Neste Dia das Mães, celebrado hoje, 08 de maio, Helena refletiu com o Band.com.br sobre a maternidade e ressaltou a importância da rede de apoio: “É um segurar a onda constante (...). Quando a gente é mãe, nos sentimos muito sozinhas, vamos criando coisas na nossa cabeça”, disse. 

Manuela, fruto do casamento da chef com o guitarrista Bruno Kayapy, nasceu em outubro de 2015. Na época, ainda grávida, Helena contou que até tentou ler alguns livros sobre maternidade e educação, mas, hoje, entrega que não há receita mágica na criação da filha. “Ser mãe é um aprendizado constante e acho que, para mim, o mais importante é dar amor”, diz. “Eu não me importo com o que ela queira ser, onde queira morar, enfim... o mais importante, para mim, é que ela tenha estrutura emocional para segurar a onda na vida, o que não é fácil”, completa. 

Segure a onda, filha!

Estrutura emocional é o maior desejo da chef para o futuro da filha Manu. “Desejo apenas que ela consiga passar por todos os momentos da vida, os bons e ruins”, explica. “E não é passar por eles com serenidade, mas ‘segurar a onda’ mesmo, sabe? Eu falo isso para Manu, quando ela tem momentos de chilique: ‘Filha, segura essa onda’”, complementa. 

Helena, por outro lado, sabe que tem onda que fica mais fácil de segurar, quando é compartilhada. A maternidade, por exemplo, é uma delas. “No momento em que a gente é mãe, muda nosso alerta. Tem sempre um botãozinho de alerta e ele não desliga nunca, estamos sempre pensando, preocupadas...”. Aí está a importância de se ter com quem compartilhar as tarefas, os medos, as inseguranças... “Eu tive rede de apoio da minha mãe, da minha sogra e de amigas que tiveram filhos na mesma época que eu. Quando a gente é mãe, nos sentimos muito sozinhas e vamos criando coisas na nossa cabeça que, às vezes, pensamos que só está acontecendo com a gente e não está. É muito bacana conversar com outras mulheres, isso me ajudou muito tanto na gravidez, quanto depois que a Manu nasceu”.


Dupla jornada e privilégios

A chef também falou sobre o privilégio de poder mudar a rotina no restaurante com a chegada da Manu. “Quando ela nasceu, não fazia TV ainda, mas, pude mudar muito a rotina no restaurante por opção. Pude trabalhar menos para estar mais com ela e ter um tempo de qualidade com ela”, relembra. “O trabalho na cozinha cansa, é full time, eu só chegava em casa e dormia”. 

 Agora, com as gravações do MasterChef (a nova temporada do programa estreia dia 17 de maio, na Band, às 22h30), Helena confessa que só consegue estar com a filha à noite. “Por isso que eu falo do segurar a onda! E é isso: segurar a onda e seguir em frente!”