Masterchef

Isabella vence MasterChef e mira na área da gastronomia: “É onde me sinto feliz"

Atriz diz que encontrou seu lugar no mundo durante a 8ª temporada do programa; Eduardo ficou em 2º lugar

Stefani Sousa 15/12/2021 • 00:51 - Atualizado em 15/12/2021 • 00:59
Isabella vence MasterChef 2021
Isabella vence MasterChef 2021
Carlos Reinis/Band

Poucas pessoas na história do MasterChef Brasil tiveram uma trajetória tão positiva quanto a de Isabella. Na noite desta terça-feira (14), a cozinheira amadora se tornou a grande campeã da 8ª temporada com um menu 100% vegano. Inovadora, criativa e diferenciada foram alguns dos elogios que a participante acumulou ao longo de 24 programas. Em nenhum deles, ela foi destaque negativo, conseguindo surpreender os chefs a cada novo episódio. 

Fã número 1 do MasterChef, como ela se autodefine, a campeã conta que a vitória é repleta de significados. “Juro, é a realização de um sonho. Muito surreal, uma grande maluquice, nem acredito que estou aqui. Junto com o troféu, ganhei também muitas amizades, amor próprio e a certeza do que eu quero fazer para o resto da minha vida. Descobri o meu amor pela confeitaria, foi uma trajetória linda e gratificante", conta em entrevista exclusiva ao Band.com.

Empresária, estilista, atriz, modelo e influencer, Isabella trabalha com muitas coisas, mas admite que, em todas elas, sempre teve “síndrome da impostora”.  Ela sabe que é boa, mas não se sente 100% validada. Com a cozinha, no entanto, é tudo muito diferente. “Eu sinto uma confiança que nunca tive na vida, tenho certeza de que isso é o que eu amo fazer. É onde me sinto bem e feliz. Vou investir na área com certeza..."


A cozinheira admite ainda que, quando entrou no programa, em julho, os planos eram outros. Ela pretendia aproveitar a visibilidade da TV para produzir conteúdo sobre gastronomia. Tudo mudou quando sentiu seu coração bater mais forte aos servir os jurados pela 1ª vez. "Hoje saio daqui louca para estagiar e trabalhar em uma cozinha profissional. Quero aprender e servir os outros. Acho que descobri, mais do que nunca, o prazer de alimentar alguém.” Uau!

Para ir bem na competição, Isabella aprendeu a viver no limite da adrenalina. “Fugi da minha zona de conforto, fiz receitas que achava não ter tempo, investi em ideias malucas e corri do que era simples ou fácil demais”. Foi saindo do senso comum que a participante garante ter alcançado o sucesso. 

Hoje, independentemente do resultado, ela já sabia que seria um dia de festa. “Ganhar com um menu vegano tem um peso muito importante pra mim. Sei que fui capaz, que consegui, é uma realização pessoal. Aumentei o nível de dificuldade. Eu sabia que, se eu perdesse levantando uma bandeira, algo em que eu acredito e com viés político, seria muito gratificante.”

Além de tudo o que viveu, essa foi uma das únicas vezes em que Isabella se colocou em 1º lugar e em protagonismo. Foi uma experiência revolucionária e de autoconhecimento. “Vi que eu tinha que confiar e acreditar em mim. Tive coragem de falar pra minha família, pro meu namorado e para os meus amigos que eu sou a minha prioridade agora e não vou abrir mão disso. É essa a realidade: decidi me valorizar a cada segundo e foi aí que tudo mudou”, diz empoderada. 

A campeã não hesita em entregar o destino do prêmio. O que ela planeja fazer? “Guardar, com certeza... Quero estudar e trabalhar muito para outras pessoas, aprender com grandes chefs e no cotidiano de um restaurante. Um dia, quero usar o prêmio para abrir um negócio. Vou focar no futuro pois não quero tomar nenhuma decisão precipitada. Saio daqui com mais sede de aprender do que eu entrei.” Sucesso, Isa! 

Tudo o que rolou na final do MasterChef Brasil

 

Noite de reencontros 

Eduardo, Isabella e Kelyn disputaram a final do MasterChef Brasil na noite desta terça-feira (14). Com direito a reencontro com as famílias, os participantes se emocionaram ao rever familiares que eles não viam desde o início das gravações do programa. Quem também voltou para a cozinha foram os 20 eliminados na 8ª temporada.

Menu autoral 

Pela 1ª vez na edição, os cozinheiros tiveram a chance de apresentar aos chefs um cardápio completo e autoral. Com entrada, prato principal e sobremesa, cada um teve a chance de inovar e mostrar o que faz de melhor. Eduardo investiu no menu “jovem clássico”, com receitas reinventadas. Isabella decidiu fazer tudo vegano e Kelyn optou por reencontrar suas raízes em receitas do centro-oeste. 

3º lugar

Com muita emoção, o episódio final contou com dedos cortados, receitas finalizadas no último minuto e até um liquidificador queimando na sobremesa. Pelo julgamento dos chefs, Kelyn ficou em 3º lugar. A cozinheira subiu ao mezanino aplaudida e elogiada pelos jurados.