Masterchef

Jacquin diz que o MasterChef pede inteligência: “O cara que quiser fazer feijão em 40 minutos é um idiota”

Fã da competição, o jurado francês fala sobre novidades e entrega "segredo" para ter sucesso na cozinha do programa

Amanda Caroline e Stefani Sousa 06/07/2021 • 11:36 - Atualizado em 06/07/2021 • 17:17
Jacquin quer se surpreender na nova temporada do programa
Jacquin quer se surpreender na nova temporada do programa
Divulgação/Band

Se engana quem pensa que apenas os cozinheiros sentem aquele frio na barriga antes de entrarem em ação no MasterChef Brasil. Além do público, é claro, os jurados também ficam cheios de expectativas para a competição. O chef de cozinha e apresentador Érick Jacquin revela que voltou no tempo durante as gravações da nova edição do programa, que estreia nesta terça-feira (6), às 22h30. "Parece que é o MasterChef número um. Não sinto como a oitava temporada, é como se fosse a primeira", conta o jurado em entrevista ao Band.com

E não à toa: em 2021, o programa traz novas dinâmicas, a jurada Helena Rizzo e o retorno do formato antigo. Jacquin garante que o programa é um reflexo do que acontece dentro das cozinhas profissionais — sim, até as "tretas" — e ele é fã disso. "Gosto do MasterChef no formato raiz. Essa competição existe e é verdadeira dentro dos restaurantes. Um quer ser o sous chef [subchefe da cozinha], outro quer ser o preferido, o responsável. Isso existe e o MasterChef é um espelho da vida dentro de um restaurante", conta.

Como o programa está "de volta às origens", com um eliminado por semana e um único campeão, os participantes terão que trabalhar muito para conquistar os jurados. Eles estão exigentes como sempre foram… Ou um pouco mais. 

Gosto de simplicidade e inteligência. O cara que quiser fazer feijão em uma prova de 40 minutos é um idiota.


Jacquin entrega o que gosta de ver na cozinha do programa e aponta a importância de uma trajetória linear. "Para me impressionar, um participante precisa ter lógica de trabalho. Não precisa cozinhar bem todos os dias, mas tem que ter uma lógica de trabalho, uma continuidade. Começar, crescer e ter inteligência no uso dos produtos. Detesto as pessoas que se complicam muito", dispara. "Gosto de simplicidade e inteligência. O cara que quiser fazer feijão em uma prova de 40 minutos é um idiota."

O chef é apaixonado por gastronomia e não sente o que faz como trabalho. Além de participar do MasterChef Brasil, ele é dono de três restaurantes e pretende abrir mais dois nos próximos meses. Talvez esse seja o segredo para tanta empolgação… Privilégio para poucos, não é mesmo? "Nunca trabalhei, sempre me diverti. Para mim, isso aqui não é um trabalho, é um prazer", afirma.

Fogaça, Helena e Jacquin no cenário do MasterChef Brasil 2021 (Foto: Carlos Reinis/Band)


Bem-vinda, Helena!
 

A chef de cozinha gaúcha faz sua estreia na atração ao lado de Jacquin e Henrique Fogaça, e tem o apoio do colega francês, que está ansioso para conhecer um outro lado de Helena no MasterChef. "A gente sabe que ela é uma grande profissional. Conheço a Helena há mais de 20 anos. Conheço o trabalho dela e sei que ela é uma grande cozinheira, mas ninguém sabe das coisas que ela ama ou gosta”, diz. 

Para ele, o jeito de Helena na cozinha será uma surpresa gigante para o público, para os competidores e para o elenco. "Agora, são dois [jurados] brasileiros, não dois 'gringos' como antes. Acho que o público vai gostar mais.”

Chef fora do programa
 

Jacquin é casado e tem três filhos. A vida em família demanda muita energia, mas ele diz que não consegue ficar em casa sem trabalhar apesar de ter muitas pessoas competentes envolvidas nos seus negócios.

"Não me vejo em casa cedo lendo um jornal e assistindo televisão, tomando café da manhã... Eu nem tomo café da manhã. Prefiro ficar mais tempo na cama e não comer nada de manhã, só água. Detesto comer e conversar de manhã", revela. Quem se identifica? "Gosto de acordar, tomar banho, tomar uma água e ir embora. Almoço sempre mais tarde", completa.

Estilo? Check!


Vai ter Jacquin fashion na oitava temporada, sim! O francês mais estiloso do Brasil promete desfilar looks nada básicos ao longo da competição. Spoiler: ele vai vestir roupas bem coloridas. "Gosto muito de caprichar nas roupas. Adoro ousar nos sapatos. Amo cuidar das minhas roupas e acho uma pena que as pessoas não liguem para isso. Detesto quem vai ao meu restaurante comer de bermuda, detesto", finaliza.

  • masterchef brasil
  • masterchef