Masterchef

Luiz, do MasterChef, revela quais promessas fez para não ser eliminado do programa

Famoso por ter uma cueca da sorte na competição, Luiz diz ter se tornado supersticioso no MasterChef; assista ao vídeo e confira

Stefani Sousa 08/11/2021 • 17:29 - Atualizado em 10/11/2021 • 09:56

Nos bastidores do MasterChef, Luiz é famoso pelas superstições. Aos 32 anos, o carioca se apega a tudo o que pode para permanecer no programa. Ele sabe que além de talento, o jogo exige sorte. Por isso, orações, promessas e objetos com boas energias são muito bem-vindos. 

É o caso da uma cueca “queridinha”, que ele usa em quase todas as provas. Tem ainda um grão de feijão, encontrado no estúdio, que permanece em seu bolso desde o 1º episódio. O que mais Luiz fez para atrair vitórias e avaliações positivas? É o que o participante conta em vídeo, respondendo comentários e dúvidas do público. Confira acima!

“Gente, eu troco de cueca, vamos deixar claro isso, tá?", brinca o analista financeiro. “Pra gravar o programa tenho uma da sorte, fiz o teste com ela, depois a primeira prova, então decidi não mexer em time que está ganhando. Mas eu lavo sempre...” Será mesmo, Luiz?

Há ainda as promessas: “Fiz umas 800 mil. Prometi não mais beber álcool durante um ano, está sendo difícil. Falei que não beberaria refrigerante durante um ano. Prometi não mais comer doce. Mas aí aprendi a negociar com Deus e não prometia mais um ano. No começo me afobei um pouco, mas depois vi que os acordos poderiam durar menos. Passei a fazer segunda-feira sem carne, devocional antes de dormir, ir para a missa. Negociei muita coisa e estou devendo bastante pra Deus.”

Ajuda do mezanino 

Recentemente, Luiz tem recebido críticas do público na web por tirar muitas dúvidas com o mezanino. Ele concorda que às vezes recorre aos amigos, mas diz que isso não tira seu mérito na disputa. “Percebi que peço muita ajuda, mas é mais em provas de doce, que é o meu fraco, nunca menti sobre isso. Pergunto sobre proporção porque às vezes esqueço com o nervosismo. Mas, qualquer pessoa que sabe cozinhar, entende que essa é a parte mínima... Todo cozinheiro de cozinha profissional trabalha com o caderninho do lado. […] Quem está lá embaixo fazendo sou eu. […] Queria que entendessem e não invalidassem o meu esforço.”