Masterchef

Marisa Mestiço, diretora do MasterChef, comenta retorno do programa às raízes: “Um respiro de esperança e transformação”

Talent show estreia na próxima terça-feira, 6, às 22h30, com 23 participantes e Helena Rizzo no time de jurados; leia abaixo entrevista exclusiva da diretora ao Band.com:

Stefani Sousa 04/07/2021 • 15:55
Marisa Mestiço, diretora do MasterChef, comenta retorno do programa às raízes: “Um respiro de esperança e transformação”
Marisa Mestiço, diretora do MasterChef, comenta retorno do programa às raízes: “Um respiro de esperança e transformação”
Reprodução/Instagram

Querida nos corredores da Band, Marisa Mestiço está no comando do MasterChef desde 2019. À frente da diretoria geral do programa, a paulista coordena o trabalho de quase 120 pessoas que vão da produção ao estrelado trio de jurados formado por Helena Rizzo, Henrique Fogaça e Erick Jacquin. Na próxima terça-feira, 06, todo o esforço de sua equipe, que está há meses planejando a 8ª temporada, vai ao ar no primeiro episódio do reality, às 22h30. Uma estreia marcada pelo retorno do programa às origens e por dinâmicas completamente novas, propostas para entregar ainda mais entretenimento ao público do sofá e da internet.  

“A gente volta ao formato original abrindo a nossa seleção para o Brasil inteiro”, explica em entrevista ao Band.com. “Teremos muito regionalismo, pessoas representando diferentes estados do país. O programa tem muitas histórias pra contar e nós estamos apaixonados por cada uma delas.” O retorno do MasterChef à dinâmica que o fez um dos maiores sucessos da TV brasileira é celebrado pela diretora. “Fico me sentindo muito responsável quando a gente retoma um projeto com essa grandiosidade, mas também me sinto muito feliz porque todo mundo estava empolgado pra isso acontecer. A gente ganha nesta temporada um respiro de esperança e de transformação.” 

Ao todo, 23 cozinheiros amadores integram o time de participantes que ,desta vez, possibilita ao público acompanhar a trajetória de cada um, torcer e celebrar. “Todo mundo chega com um objetivo e, no decorrer dos episódios, essas pessoas vão sobrevivendo a desafios que não necessariamente estão relacionados ao talento, mas a perspicaz de jogo, a adaptabilidade. Eu acho que isso é muito legal, a gente consegue ver as camadas dessas pessoas”, analisa.  

“Estou de verdade muito empolgada e espero que a gente consiga entregar tudo aquilo que o nosso público sempre gostou”, reflete. Se pelas redes sociais os fãs não falam em outra coisa que não a estreia, por aqui a chefe garante spoilers do que vem por aí: “Muito show, diversão, sofrimento, suor e tempero.” 

Helena Rizzo está no time  

Outra expectativa do público é pelo desempenho de Helena Rizzo na competição. Recém-chegada ao time de jurados, a chef já se entrosou com a equipe e ganhou até o apelido de ‘Magali’ por comer muito durante as gravações. A química que já existe entre o elenco é motivo de orgulho para a diretora. “Helena é maravilhosa! É uma pessoa encantadora, muito querida no meio gastronômico. Para dizer a verdade, está sendo muito fácil trabalhar com ela”, revela. 


Hoje, Marisa se dedica a explorar todo o potencial da colega de trabalho. “Tenho a responsabilidade de mostrar o melhor da Helena e esse é o meu compromisso [...] A vinda dela vem mexer com a gente para acharmos um outro tom e buscarmos outras coisas.”   

Estudiosa e comprometida, a premiada cozinheira está se dedicando bastante para fazer parte do time da melhor forma possível. O esforço vem sendo notado: “Ela é muito disponível e inteligente. Tenho certeza que todo mundo vai amar a Helena e se apaixonar pelo seu jeito de se expressar, com tantas camadas.”  

Aprendizados de 2021  

Embora diferente de tudo que já havia sido feito no MasterChef, a 7ª temporada marcou um importante momento do talent show e deixou lições valiosas à equipe. “O que a gente entregou no ano de pandemia foi muito honesto e tão bonito quanto o que a gente tá retomando. É óbvio que, como fã do programa, pensar na competição é muito legal [...] mas, no ano passado, a gente optou por falar ‘estamos com vocês dentro de casa’”. 


Com 8 participantes e um vencedor por episódio, o formato ressignificou, para a diretora, o que é um prato MasterChef. “Mostramos que é possível fazer uma gastronomia honesta e muito incrível", celebra. “Um prato MasterChef é o melhor prato que você pode oferecer com a técnica que você aprendeu. Não se trata da nobreza de um ingrediente e eu acho que essa é a maior transformação:  é você pegar uma batata, uma mandioca ou um arroz e feijão e transformar aquilo em uma comida muito boa.” Anotado!  

Com o trabalho feito em plena pandemia, Marisa celebra também a equipe que tornou o projeto possível. “É um marco histórico para o programa e eu me orgulho muito. Na equipe todo mundo teve muita desenvoltura e desenvolvimento neste período”, conclui. Seguimos ansiosos pelo que vem por aí!