Masterchef

Lays vê no MasterChef a oportunidade pra mudar de carreira: “Seguindo o coração"

A designer paulista de 29 anos tem alma mineira e cozinha desde criança. Hoje, vê no programa a chance de seguir seu coração; conheça a participante:

Amanda Caroline e Stefani Sousa 10/05/2022 • 13:02
Lays é participante do MasterChef Brasil 2022
Lays é participante do MasterChef Brasil 2022
Divulgação/Band

Lays tem 29 anos, vive em São Paulo (SP) e está no MasterChef Brasil 2022. Designer e dona da própria empresa, é uma mulher de várias facetas: ela já morou na Alemanha, ama a cultura oriental, foi baterista de banda punk e, claro, também é cozinheira amadora.

Em entrevista ao Band.com.br, a participante conta que perdeu a mãe aos oito anos, o que a fez conhecer a cozinha muito cedo. “Precisei me virar sozinha quando era pequena. Quando me perguntam o primeiro prato que fiz, não me lembro, porque sempre estive na cozinha, mas nunca vi a culinária como uma possibilidade de trabalho”, explica.

A necessidade virou hobby, e a arte de cozinhar passou a ser uma forma de relaxar em meio à rotina corrida do dia a dia. “Comecei a me interessar mais e mais. Percebi que comecei a ter mais livros de culinária do que qualquer outra coisa. Sempre foi mais uma paixão mesmo do que uma possibilidade de mudar de vida”, diz Lays.

O MasterChef Brasil estreia dia 17 de maio de 2022, às 22h30, na Band TV, no site e aplicativo BandPlay

Lays quer mudar de profissão

Hoje, a designer enxerga no MasterChef uma oportunidade de explorar uma paixão e mudar de área. “Estou seguindo o meu coração”, garante. Na competição, quer aprender mais e mostrar sua habilidade de se adaptar a qualquer situação. Lays também se considera focada e garante que tudo muda quando ela coloca o avental na cozinha.

Seu ponto fraco é a insegurança, e a cozinheira amadora pretende fugir dos demais participantes para não se perder no meio do caminho. “Talvez eu não queira ouvir muito as pessoas, menos os jurados. Sei que também preciso me impor nas provas em grupo, isso é algo que tenho dificuldade. Mas sou bem consciente de todas essas coisas e trabalho nelas”, afirma.

Em meio ao caos da competição e todas as emoções que vêm com ela, a designer tem o sonho de ser ensinada por uma chef de cozinha que admira. “Sinto falta de ter uma mentora no trabalho, alguém que possa me ensinar”, desabafa. O melhor de tudo? A partir de agora, a cozinheira amadora tem três jurados incríveis à sua disposição.