Masterchef

Gamer, Rafael é o caçula do MasterChef 2022 e diz ser seu pior inimigo

O estudante carioca de 23 anos afirma que sua principal dificuldade será lidar com as próprias emoções na competição; conheça o participante:

Amanda Caroline e Stefani Sousa 10/05/2022 • 13:03
Rafael é participante do MasterChef Brasil 2022
Rafael é participante do MasterChef Brasil 2022
Divulgação/Band

Rafael tem 23 anos e é o caçula do MasterChef Brasil 2022. Mas o estudante de engenharia da computação, que vem do Rio de Janeiro (RJ), tem experiência quando o assunto é competição, viu? Gamer, ele é bi-campeão estadual do jogo Rainbow Six Siege

Filho mais velho de três irmãos, o estudante começou a cozinhar quando fez intercâmbio para a Alemanha. Rafael precisava “se virar” e, na época, até contou com a ajuda dos vídeos do MasterChef para se arriscar em novos pratos. “Voltei para o Brasil com essa paixão de cozinhar para a família e amigos”, conta em entrevista ao Band.com.br. Ele se inscreve no programa desde 2018 e está determinado a dar o seu melhor. 

O MasterChef Brasil estreia dia 17 de maio de 2022, às 22h30, na Band TV, no site e aplicativo BandPlay

“Respeito muito a gastronomia e tenho muita vontade de conhecê-la a fundo. Sempre tive medo de largar tudo e mudar de carreira, mas, com o MasterChef, provavelmente, vou conseguir fazer isso. Quem sabe um dia eu não viro chef?”, reflete. Apesar de sonhar alto, Rafael sabe que tem muito caminho pela frente: antes de lidar com um chef em restaurante, terá de encarar os jurados do talent show.

“Sou tímido, não tem como não ficar com medo de entregar os pratos. Helena Rizzo tem uma estrela Michelin… Isso além do tempo, né? Terei uma hora para pensar e fazer a comida com várias câmeras em volta. Dá um nervoso. Mas, não tenho alternativa: vim para cozinhar e vou cozinhar bem para ficar”, dispara.

“Sou meu pior inimigo”

Rafael diz que seu forte é a massa. “Na ceia de Natal, quando minha bisavó era viva, a gente fazia 100 capelettis na mão. O que era ‘ruim’, porque comida quente não combina com o calor do Rio de Janeiro”, brinca. Seu maior desafio, no entanto, será lidar com as próprias emoções na competição.

“Sou meu pior inimigo. Quando erro algo, fico com raiva de mim mesmo. É que eu sempre quero fazer uma coisa bonita, e fico triste quando erro porque significa que não estou dando o meu melhor. Aí volto para a questão de sempre reclamar”, confessa.

Mas Rafael está pronto para ser maleável e curtir sua jornada no MasterChef Brasil 2022. “Finalmente estou aqui”, comemora.