Masterchef

Renato entra no MasterChef após 6 anos de tentativas: “Fui ficando mais forte”

Paraense é chamado de “MasterChef” na cidade em que mora e planeja usar dinheiro do prêmio para investir em seu próprio restaurante

Felipe Pinheiro e Stefani Sousa 10/05/2022 • 13:03
Renato é participante do MasterChef Brasil 2022
Renato é participante do MasterChef Brasil 2022
Divulgação/Band

O funcionário público Renato, de 35 anos, sonha há muitas temporadas com o MasterChef Brasil. Ele, inclusive, já recusou trabalhar com culinária antes por medo de perder uma vaga na versão amadores. Há várias edições, ele tenta uma chance na disputa, o que aconteceu agora, na sétima vez em que se inscreve.

“Estou calejado, porque são seis anos tentando, desde 2017. Isso fez eu me conhecer e conhecer o programa muito bem. Acho que fui ficando cada vez mais forte”, conta em entrevista ao Band.com.br.

O MasterChef Brasil estreia dia 17 de maio de 2022, às 22h30, na Band TV, no site e aplicativo BandPlay

Natural de Capitão Poço, no Pará, o cozinheiro amador é apaixonado pelo fogão desde a infância. Para ele, o ato de cozinhar é muito mais do que um hobby. “Eu levo muito a sério a gastronomia na minha vida, porque venho de uma culinária de subsistência, passei muita necessidade quando era criança. Assim cresceu essa paixão, por buscar uma alimentação melhor e para dar uma vida melhor à minha família”, afirma. 

Renato cuidou de sua mãe, que teve problemas de saúde e ainda passou por muitas dificuldades financeiras. Por tudo isso, a gastronomia virou uma grande válvula de escape. 

Hoje, o competidor é casado e tem três filhos, sendo um deles o seu enteado. Ele elege como ponto positivo na disputa a sua perseverança: “Insisto muito, sou teimoso e confio muito em mim, no meu potencial. Talvez por ser um pouco perfeccionista eu me atrapalho, mas acho que é isso que vai me levar longe”.

Meu restaurante, minha vida!

O desejo de Renato é mudar de profissão após o MasterChef. Ele comenta que até recusou trabalhar em um restaurante para não perder uma vaga na edição amadores do programa. 

“Quando eu era convidado para trabalhar como cozinheiro, ou para fazer um menu de um restaurante, sempre recusava porque o meu objetivo principal era entrar no MasterChef. Vou ganhar o prêmio e terei o dinheiro para investir no meu próprio restaurante”, acredita.

Mesmo antes de entrar no talent show, ele diz que, pela fama de bom cozinheiro, já era chamado de MasterChef: “As pessoas me chamam de Renato MasterChef. Acho incrível que a palavra ‘MasterChef’’ virou um título nacional”.