Masterchef

Homem do calendário? Entenda piada de Henrique Fogaça no MasterChef

Chef ficou curioso quanto a pronúncia do nome de Jason, participante de Santa Catarina

Stefani Sousa 18/05/2022 • 00:19 - Atualizado em 18/05/2022 • 10:20

Durante o episódio de estreia do MasterChef, que foi exibido pela Band nesta terça-feira, 17, Henrique Fogaça descobriu a origem do nome de um dos participantes. Durante a segunda prova da noite, o jurado ficou curioso ao saber que Jason (cuja dicção é igual a escrita, sem sotaque) herdou o nome do pai. 

O cozinheiro amador então explicou o significado: “Quem escolheu o nome foi o meu avô, que o encontrou no calendário. Se tu pegar as iniciais dos meses de julho, agosto, setembro, outubro e novembro, e juntar, dá Jason. Criativo, né?”, disse o competidor, que veio de Palhoça, em Santa Catarina. 

Fogaça achou a história engraçada e logo apelidou o empresário de “homem do calendário”. A piada divertiu Ana Paula, Helena e Jacquin. Foi um dos poucos momentos de descontração de Jason na cozinha. Durante a noite, ele ficou entre os medianos e, mais tarde, foi mandado para a prova de eliminação por Adílio.  Leia a entrevista ao Band.com:

Ele é destaque!

Felizmente, o competidor foi o melhor ao replicar o coelho com mostarda de Érick Jacquin. Para ele, não teve sensação melhor do que ser elogiado pelos jurados. “A minha culinária é muito auditiva e visual. Gosto de replicar pratos. Quando soube que seria uma aula, me senti muito confortável. Absorvo informações desse jeito. Se vejo, faço um trabalho bacana.” 

Irritado com o mezanino? 

Jason não nega que, durante o episódio, se incomodou com algumas atitudes dos colegas no mezanino. Uma delas foi o apoio que Rafael, participante do Rio de Janeiro, recebeu. “Eles estavam dando uma ênfase tão grande que me senti um pouco desconfortável. Sabe quando a torcida tá ali muito em cima? Pensei: vou respirar fundo e focar na minha culinária, já que estou jogando em time adversário”, recorda.  

Analisando a disputa, ele nota que “grupinhos” já estão se formando. Ainda assim, é otimista: “Me sinto pior quando levo uma bronca do que quando não tenho incentivo. As amizades serão criadas, tá tudo certo”. Boa sorte, homem do calendário... ops! Jason.