Melhor da Tarde

Caso Shantal: veja detalhes sobre denúncia da influencer contra Renato Kalil

Médico é acusado de violência obstétrica por cometer supostos abusos contra pacientes em trabalho de parto

Da redação com Melhor da Tarde 10/01/2022 • 18:51 - Atualizado em 10/01/2022 • 18:53

O médico Renato Kalil é investigado por violência obstétrica após a influenciadora digital Shantal denunciar supostos abusos sofridos, em setembro, durante o parto da filha. Áudios expõem xingamentos feitos pelo obstetra à paciente.

“Ele me xingou o tempo inteiro. É muito palavrão e xingamento o tempo inteiro”, disse a influencer em áudio divulgado em grupos de mensagens instantâneas. Na sala de parto, Kalil disparou: “Mas empurra a p... Mas faz a p... da força”. Shantal o rebateu: “Eu estou fazendo [força]. Eu sou a maior interessada nisso”.

A influencer ainda acusou o médico de fazer, sem permissão, uma episiotomia, procedimento que facilita a passagem do bebê. Para se defender, Kalil disse que o vídeo foi editado e tirado de contexto, garantiu que não houve irregularidades e destacou que já fez mais de 10 mil partos sem reclamações das pacientes.

O médico também acrescentou que Shantal elogiou o parto nas redes sociais durante 30 dias. O Conselho Regional de Medicina de São Paulo e hospital onde a influencer deu à luz informaram que abriram procedimento para apurar a denúncia.

Jornalista britânica diz que também foi insultada

Uma jornalista britânica que trabalha no Brasil, Samantha Pearson, também disse que foi insultada pelo médico. Vale lembrar que esse tipo de abuso cometido por equipes médicas tem nome. Chama-se violência obstétrica. Podem ser agressões físicas e/ou verbais e até procedimentos feitos sem consentimento da paciente.

“Às vezes, é difícil para a paciente perceber que ela está sofrendo violência obstétrica, porque ela está num momento muito intenso. Às vezes, é difícil ela entender que aquilo não é o certo e que não faz parte dos procedimentos normais”, explicou Silvia Herrera, ginecologista e obstetra.

Médica explica como identificar e denunciar casos de violência obstétrica. Assista!