Entretenimento

Christina Rocha abre o jogo sobre verdade do 'Casos de Família': "Enrolaram a gente"

Apresentadora abriu o coração durante o Melhor da Tarde desta quarta-feira (12) e confessou que pode ter sido enganada por participantes de seu antigo programa no SBT

Da Redação

Christina Rocha, uma das apresentadoras mais famosas do país, foi convidada do Melhor da Tarde desta quarta-feira (12). Em conversa com Catia Fonseca, a artista abriu o jogo sobre a veracidade das discussões dos populares em seu antigo programa no SBT, o “Casos de Família", e confessou que ela e a produção podem ter sido enganados.

Questionada pelo jornalista Matheus Baldi, a apresentadora reforçou que as histórias contadas pelo programa eram verdadeiras e rebateu: “Gente, se não fosse de verdade, vocês acham que eu iria me expor? É claro que eram de verdade. O que acontecia era que às vezes a gente descobria casos de gente que ia no João Kléber, mentia e quando a gente descobria, a gente tirava do ar. Eu jamais faria uma coisa dizendo que era verdade sem ser gente, eu não iria me expor”.

Apesar das diretrizes e conduta do programa, no entanto, a apresentadora confessou que pode ter sido enganada algumas vezes e casos armados podem ter sido transmitidos pelo SBT. “Teve uma gravação que eu tirei e falei: 'esse casal está mentindo'. As vezes eles mentiram... Vamos dizer, de 100 programas, eu acho que 10 podem ter enrolado a gente, mas não que a produção soubesse”, disse.

Uma vez me falaram assim: 'é só você que não sabe, a produção sabe' e eu falava que a produção nunca soube. As vezes, a gente percebia na hora [que era mentira] e jamais eu iria fazer uma coisa dessas.

Christina Rocha permaneceu 14 anos à frente do Casos de Família e, em entrevista, disse ter muito orgulho do trabalho feito no programa. “Foi um programa que eu tenho muita honra de ter feito nesses 14 anos, foi uma bagagem que eu adquiri e eu tenho muito orgulho de ter feito o Casos de Família, muita saudade da equipe”, disse, destacando que faria de novo.

A apresentadora destacou que o fim do programa está diretamente ligado à falta de investimentos do SBT. “O que aconteceu com o Casos de Família é que a gente era pau para toda obra, nós fomos vice líder durante 12 anos. Só que o Casos de Família nunca teve nenhum investimento, nenhum, de cenário, de nada. Isso eu falei até para a própria casa [SBT] A gente não podia colocar uma música que a gente não tinha dinheiro”, afirmou.

“A gente não tinha nada, era a gente e o povão falando. Esse programa foi um sobrevivente”, finalizou.

Mais notícias

Carregar mais