Melhor da Tarde

Mãe de criança autista é agredida em ônibus após pedir assento preferencial

Ana Claudia e família estavam indo participar de um encontro em celebração ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Da Redação

Na última terça-feira (2), Ana Claudia Rodrigues, mãe de duas crianças com transtorno do espectro autista (TEA), foi agredida dentro de um ônibus em Salvador, na Bahia. O conflito aconteceu no momento em que Ana pediu para ocupar o assento preferencial, no qual estava sendo utilizado por outra mulher.

Ao fazer o pedido para a outra passageira, Ana Claudia foi agredida verbal e fisicamente pela mulher, que se recusou a ceder o espaço para as crianças autistas. Detalhe: ela ocupava o assento preferencial sem se enquadrar nos requisitos. 

Durante o conflito, outros passageiros prestaram apoio a Ana Claudia e seu filho, que conseguiram se acomodar em um outro assento após o ocorrido. 

Em entrevista ao Melhor da Tarde, Ana Claudia contou que o ocorrido deixou toda família abalada: “Saímos para esse dia programando um dia tão feliz para nossa família, íamos para a terapia e depois íamos participar de um encontro em celebração ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Infelizmente, me deparei com essa senhora e isso me dói, porque estou tendo que sair da delegacia agora”

Ana conta que precisou fazer corpo de delito e que a situação se tornou assustadora, pois ela nunca esteve em uma delegacia: “Ver meu filho chorando, gritando dentro do ônibus, desesperados, meus filhos não foram a escola hoje porque não estão bem, não dormiram bem, tá muito complicado, só quem sabe o que é ser mãe de uma criança autista sabe o quanto dói, o quanto é difícil. Essa senhora não teve amor nenhum”.