Melhor da Tarde

Nubia Óliiver se posiciona sobre suposta rede de prostituição

Operação Harém da Polícia Federal investiga esquema ligado ao tráfico internacional de mulheres

Da Redação, com Melhor da Tarde 03/05/2021 • 22:48 - Atualizado em 04/05/2021 • 09:31
Famosas envolvidas em investigação sobre suposta rede de prostituição
Famosas envolvidas em investigação sobre suposta rede de prostituição
Reprodução/Instagram

Uma possível rede de prostituição com ramificações em cerca de 15 países, como Estados Unidos e Portugal, está sendo investigada pela Polícia Federal na Operação Harém. Informações recebidas pelo Melhor da Tarde mostram que famosas podem estar envolvidas no escândalo e que a modelo Nubia Óliiver, 47 anos, está sendo acusada de ser uma facilitadora do esquema. O programa entrou em contato com o advogado da mineira que, em nota, se manifestou sobre o caso.   

“Agradeço o contato, contudo, como os altos transmitam em sigilo, por ora a defesa técnica da senhora Núbia Cássia Ferreira de Oliveira irá representá-la. Ou seja, não nos manifestaremos sobre a investigação policial federal. Aliado a isso, fomos constituídos recentemente e ainda não conseguimos acesso ao inteiro teor da investigação policial. Em momentos oportuno, poderemos falar”, alegou Rodrigo Carneiro Maia Bandieri.

Ainda segundo informações divulgadas hoje, 3, o suspeito de liderar o esquema é Rodrigo Otavio Cotait, que já foi preso pela operação. De acordo com a acusação, o empresário buscava modelos através de aliciadores e negociava um acordo fotográfico com essas mulheres. Após ensaio, as fotos eram publicados em um site e, se houvesse procura por clientes, as mulheres eram contatadas e recebiam propostas para sair do país. 

Supostos áudios em que Núbia conversa com Rodrigo e pede para que seu nome não seja citado podem compor o processo. 

  • Melhor da Tarde