Entretenimento

Nego do Borel é investigado por suspeita de estupro contra modelo Dayane Mello

Cantor foi expulso do reality show 'A Fazenda' no último sábado (25); entenda o caso

Da Redação, com Brasil Urgente 27/09/2021 • 16:57 - Atualizado em 27/09/2021 • 18:18

Nego do Borel, de 29 anos, é investigado pela Polícia Civil de São Paulo por suspeita de estupro contra a modelo Dayane Mello, 32, no reality show 'A Fazenda', da Record TV. 

O caso ocorreu na madrugada do último sábado (25), após uma festa no programa. Segundo participantes, Dayane estava embriagada, e a modelo chegou a pedir para que o funkeiro parasse.

A advogada da modelo registrou boletim de ocorrência por “estupro de vulnerável” na delegacia de Itapecerica da Serra (SP), onde fica a sede do reality show. Na noite de sábado, a emissora anunciou a expulsão de Nego do Borel do programa.

Após deixar 'A Fazenda', o artista se manifestou sobre o caso nas redes sociais. Em vídeo, ele afirma que é inocente, atribui as acusações ao racismo e diz que está depressivo. "Dormi ao lado de uma pessoa alcoolizada, sim. Eu queria ficar com ela e ela queria ficar comigo. Não estou entendendo. (...) Vou acabar tirando a minha vida. Eu não estou blefando, do fundo do meu coração", declara o cantor.

No boletim, a advogada da modelo narra que "Dayane estava totalmente embriagada, precisando da ajuda de três participantes para ajudá-la a troca de roupa". O relato no B.O. segue: "Leno Maicon [nome verdadeiro do Nego do Borel] pegou uma camisinha" e "Dayane teria oferecido resistência, pedindo diversas vezes para ele parar, para largar a camisinha, para parar porque ela tinha uma filha, para ele parar de graça, entre outras coisas". Depois, os dois dormiram na mesma cama.

A advogada de Dayane entregou à polícia um pendrive com as gravações do programa, que foi apreendido e deve passar por perícia. O cantor já está no Rio de Janeiro, mas deve ter que voltar a São Paulo para prestar depoimento.

A Record TV divulgou uma nota nas redes sociais. A emissora diz que "os fatos estão sendo devidamente apurados por uma equipe multidisciplinar" e que deve haver um pronunciamento sobre o caso.

Casos de violência doméstica

Em setembro deste ano, Nego do Borel foi indiciado por violência doméstica contra a ex-noiva, a modelo Duda Reis, de 20 anos. Em janeiro, após o término da relação com o funkeiro, a jovem registrou boletim de ocorrência contra ele por estupro e ameaça.

Nego do Borel também foi indiciado em julho por outro caso de violência doméstica. Swellen Sauer, ex-namorada do artista, contou à Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) do Rio de Janeiro (RJ) que foi agredida por ele.